Surpresa no estádio Ashton Gate, em Bristol. O time local foi responsável pela grande surpresa das quartas da Copa da Liga inglesa ao eliminar o Manchester United de José Mourinho. O Bristol City se junta a Manchester City, Arsenal e Chelsea no lote de apurados para as semis da competição.

Foto: "Reuters"

Foto: “Reuters”

O time do Bristol City tem sido um dos mais destacados nessa edição do Championship, ocupando o terceiro posto da classificação por esta altura. A equipa do Ashton Gate encarou essa eliminatória com humildade e o seu treinador, Lee Johnson, até admitiu ter comprado uma garrafa de vinho no valor de 500 euros para oferecer a José Mourinho no final da partida, na expetativa de poder privar com o técnico português por alguns momentos. Desconhecendo se essa troca de impressões se efetivou ou não, Mourinho até poderá ter ficado com a garrafa, mas foi Johnson quem teve mais razões para sorrir no final do encontro.

Os “Red Devils” se apresentaram com algumas alterações em relação ao habitual, entre as quais a titularidade do atacante sueco Zlatan Ibrahimovic, no onze pela primeira vez desde que regressou de lesão. O primeiro gol da noite foi apontado por Joe Bryan para a formação local logo aos seis minutos do segundo tempo, atirando com sucesso para a rede defendida pelo goleiro argentino Sergio Romero. A responsabilidade de empatar a partida coube precisamente a Zlatan Ibrahimovic, aos 13 minutos da etapa complementar e na conversão de um livre direto que bateu Luke Steele. Mou levou a jogo suas armas de referência como Lukaku ou Mkhitaryan, procurando dar a volta ao desafio.

O Manchester United estava alertado para os perigos de um dos melhores times do Championship nessa temporada, mas se deixou surpreender já para lá da hora. Mike Dean, juiz de primeira categoria, deu três minutos adicionais e foi nessa etapa que a histórica vitória do Bristol foi consumada. Korey Smith, camisa 7 do time local, foi o responsável por apontar o gol do dois a um, deixando os adeptos locais em apoteose e carimbando o passaporte do seu time para as semis onde irá medir forças com um dos “gigantes” do futebol inglês.

Morata leva Chelsea às semis

No outro jogo da noite, disputado em Stamford Bridge, 0 favorito também não teve facilidades para estar entre os quatro finalistas da Copa da Liga. Ao contrário do que aconteceu com o Manchester United em Bristol, o Chelsea até entrou a vencer no confronto com o Bournemouth graças a um gol de Willian logo aos 13 minutos do primeiro tempo, mas viria a sofrer o tento da igualdade em cima do apito final. Dan Gosling empatou o desafio em cima do apito final, mas os “Cheeries” não foram capazes de levar a partida para a prorrogação quando tudo apontava para esse cenário. Já no tempo adicional, Álvaro Morata, lançado por Conte aos 28 minutos do segundo tempo, fez o gol do triunfo e da classificação dos “Blues”.

Boas Apostas!