A seleção da Itália falhou o acesso à fase de grupos da Copa do mundo 2018 ao perder no “play-off” europeu para a Suécia. O falhanço teve consequências profundas e, a pouco e pouco, a “squadra azzurra” tenta dar os primeiros passos rumo à recuperação do prestígio que outrora teve. Di Bagio vai orientar a seleção em seus dois próximos compromissos.

Luigi Di BagioO fato de a seleção italiana não ter conseguido assegurar o apuramento para a Copa do Mundo 2018 tem merecido uma profunda reflexão entre os responsáveis do futebol daquele país. Pouco depois do falhanço ter acontecido, duas situações se precipitaram: as demissões do seleccionador Gian Piero Ventura e do presidente da federação italiana Carlo Tavecchio.

Desde novembro que o caos tomou conta das entidades responsáveis pelo futebol transalpino. Na semana passada, não houve “fumo branco” no que diz respeito à eleição de um novo presidente para a federação italiana de futebol, deixando a instituição sob tutela no Comité Olímpico Italiano até nova resolução.

O mês de março chegará com as primeiras datas FIFA do ano e, assim sendo, os responsáveis pelo futebol italiano se viram obrigados a escolher alguém para ocupar a vaga deixada por Gian Piero Ventura no cargo de treinador da seleção principal. Para já, Luigi Di Biagio é o escolhido para orientar a “squadra azzurra” nos dois próximos compromissos, tal como se pode ler no comunicado emitido pela federação italiano: “Se decidiu confiar a Luigi Di Bagio o cargo de selecionador nacional para os dois amistosos de março: dia 23 frente à Argentina em Manchester e 27 contra a Inglaterra em Londres”.

Enquanto os mídia italianos continuam a apontar nomes como os de Mancini, Conte, Ranieri ou mesmo Ancelotti ao comando da seleção, Di Bagio será o responsável para assumir o cargo no imediato. A escolha acaba por ser algo lógica, uma vez que Di Bagio era, até agora, o selecionador do time sub-21. Antes de assumir os sub-21 em 2013, já lá vão cinco anos, tinha a seu cargo o time sub-20, formação que orientou durante dois anos.

Enquanto jogador, Di Bagio, hoje com 46 anos, foi zagueiro na Roma e no Inter de Milão. Internacional em 38 ocasiões pela seleção italiana, representou o seu país entre 1998 e 2002. Disputou duas fases finais da Copa do Mundo com a camisa da “squadra azurra”. “Pendurou as botas” em 2007, ao serviço do Ascoli, terminando uma carreira totalmente passada no seu país de origem.

Boas Apostas!