O Inter de Milão anunciou a contratação de Luciano Spalletti. A confirmação do acerto foi avançada ao início da tarde desta sexta-feira através das redes sociais do clube, acompanhado da legenda “Welcome Luciano, #InterIsComing”.

Foto: Inter

Foto: Inter

A negociação se arrastava há um tempo e a imprensa italiana sempre deu conta da forte probabilidade de o “namoro resultar em casamento”. Luciano Spalletti é o eleito para orientar a Inter de Milão. Após duas épocas à frente da AS Roma, formação que já tinha orientado anteriormente, a ligação ao conjunto da capital chegou ao fim. A entrada em cena do diretor esportivo Monchi e a saída de Francesco Totti foram fatores que pesaram no fato de Spalletti e o clube terem seguido caminhos diferentes. Vice-campeã italiana e consequentemente apurado para a fase de grupos da Liga dos Campeões da próxima temporada, a AS Roma rubricou uma temporada positiva e o treinador saiu “pela porta grande”, com a sensação de dever cumprido, estabelecendo novos recordes quanto à pontuação máxima dos romanos em uma edição da Série A.

Finalizada sua segunda passagem pela AS Roma, o técnico de imediato foi abordado pelos responsáveis da Inter de Milão, atualmente na posse de um grupo de investidores chineses. Após uma temporada atribulada que deveria ter começado com Mancini (se despediu na pré-temporada) e teve ainda De Boer e Pioli pelo meio antes de terminar com Vecchi ao leme na condição de interino, a diretoria asiática quer que a estabilidade caraterize o percurso do clube, apostando em um técnico com experiência de alto nível. No início desta semana, Luciano Spalletti tinha viajado para a China com o intuito de se reunir com os responsáveis do clube, ligados à Suning, acertando os últimos pormenores de um acordo que, sabe-se agora, é válido por duas temporadas. Spalletti terá também abordado sua visão do mercado de verão, alinhando sua visão com a da direção quanto ao que pretende para o plantel. Com duas Copas de Itália no seu curriculum, o técnico procurará aumentar o palmarés no país que o viu nascer.

Sétimo colocado da última edição do campeonato italiano, o Inter de Milão ficou de fora das provas europeias e nessa temporada se concentrará exclusivamente na Série A e na Copa de Itália. Os clubes de Milão têm definhado durante essa hegemonia da Juventus, mas os investimentos realizados tanto na Inter como no AC Milan, impulsionadas pelo dinheiro chinês, poderão devolver as formações da “capital da moda” à alta roda do futebol transalpino. Do lado “rossonero”, Vincenzo Montella permanece no comando.

Boas Apostas!