O brasileiro Lucas Moura poderá abandonar o Parc des Princes nesse mercado de inverno europeu. Sem espaço no emblema da capital francesa, Lucas é considerado transferível e o próprio Unai Emery já demonstrou abertura para ver o jogador rumar a outras paragens.

Foto: "Jean Catuffe/Getty Images"

Foto: “Jean Catuffe/Getty Images”

Ano difícil para Lucas Moura no PSG. O atacante brasileiro participou apenas de seis das 32 partidas disputadas pelo time gaulês nessa temporada e, nos últimos dois meses, jogou apenas oito minutos. Muito menos utilizado que nas últimas temporadas, o jogador quer abraçar um novo desafio e já fez saber isso à diretoria do clube. Nesse momento, está claro que Lucas Moura não conta para Unai Emery e a sua saída está iminente.  A diretoria do clube prefereria vender o jogador a título definitivo, até porque um encaixe seria importante nessa altura devido às contingências do “fair-play financeiro”. 40 milhões de euros (R$ 155 milhões) seria o montante exigido segundo o “Le Parisien”, mas a cedência surge como cenário mais provável nesse momento. O jogador tem contrato até junho de 2019.

Em declarações aos franceses do “L’Équipe”, Lucas Moura revelou seu descontentamento: “É um grande choque. É aborrecido não poder jogar nem me expressar como já fiz. Desde que cheguei a Paris que a minha média era de 50 jogos por época. Ainda que não fosse sempre titular, entrava no jogo para dar meu contributo. Este ano, tudo mudou e não estou feliz”, atirou.

Na tarde dessa terça-feira (23), o técnico Unai Emery confirmou à imprensa que não conta com o jogador. “Falei com o Lucas. Tenho muito respeito por ele, mas penso que não tem mais oportunidades aqui e deve procurar outro clube, pois é um grande jogador”, esclareceu.

Que futuro para Lucas?

Antes de fechar a contratação de Alexis Sánchez, o Manchester United era apontado pela imprensa internacional como principal interessado em garantir os serviços do jogador. Nesse momento, o futebol espanhol surge como destino mais provável para o jogador de 25 anos.

Lucas Moura esteve em Sevilha no último fim-de-semana e assistiu ao encontro entre Bétis e Barcelona no Benito Villamarín que culminou com uma goleada do time “blaugrana” por cinco a zero. A negociação entre os “béticos” e Lucas Moura está a ser intermediada pelo empresário Herminio Menéndez. O time andaluz não tem capacidade para mais que receber o atleta a título de empréstimo e apresenta como principal argumento a possibilidade de dar os minutos de jogo que Lucas Moura.

O interesse do jogador passa por continuar nos principais campeonatos europeus e a imprensa brasileira escreve que o fato de Lucas ter sido pai há pouco tempo poderá pesar na decisão, abdicando de partir para uma aventura em campeonatos menos conhecidos. O jogador revelado pelo São Paulo terá inclusive rejeitado uma abordagem dos chineses do Beijing Guoan no mês de dezembro.

Boas Apostas!