É oficial. Julen Lopetegui será o técnico do Real Madrid para a temporada 2018/19. O anúncio foi formalmente comunicado pela diretoria do clube da capital espanhola na tarde dessa terça-feira (12).

Foto: "Pierre-Philippe Marcou/AFP"

Foto: “Pierre-Philippe Marcou/AFP”

Julen Lopetegui se encontra em solo russo para orientar a seleção na espanhola naquela que será sua primeira aventura em uma fase final à frente dos destinos da “La Roja”, mas já sabe que o termo do Mundial 2018 assinalará simultaneamente o final do seu ciclo no comando técnico da equipe nacional. O técnico basco de 51 anos vai treinar o Real Madrid a partir da próxima temporada, assinando um contrato válido por três épocas esportivas.

Apesar de ter contrato com a Federação espanhola de futebol até 2020, o técnico chegou a um acordo com os responsáveis do futebol do seu país para interromper a ligação, abraçando o projeto proposto pelos “merengues”.

“Julen Lopetegui será el entrenador del Real Madrid tras la celebración del Mundial de Rusia 2018”, se pode ler na nota oficial emitida pelo clube em suas redes sociais.

A notícia foi recebida com grande surpresa na Espanha, tanto que segundos depois de ter publicado a notícia na sua página no “Twitter”, o diário espanhol “Marca” publicou um outro tweet referindo “Não, não nos “hackearan” a conta”. Vale lembrar que Mauricio Pochettino e André Villas-Boas se perfilavam entre os principais candidatos ao lugar.

O percurso de Lopetegui

Julen Lopetegui teve uma passagem discreta pelo Real Madrid, atuando sobretudo ao serviço da formação secundária dos “merengues”. O técnico esteve no clube entre as temporadas 1985/86 e 1990/91, se transferindo depois para o CD Logroñés, clube ao serviço do qual alcançaria o direito a estar novamente em um dos maiores emblemas de Espanha, rumando ao Barcelona para três temporadas sem grande brilho. O antigo goleiro terminou sua carreira em 2001/02 ao serviço do Rayo Vallecano.

Iniciou seu percurso de treinador em Vallecas na temporada 2003/04, chegou a treinar a formação B do Real Madrid em 2008/09 e a partir de 2011 fez carreira nas seleções de base da Espanha, conquistando inclusive um campeonato da Europa de sub-21.

No início da temporada 2014/15 assinou com os portugueses do Porto, mas sua experiência não correu da melhor forma. Falhou a conquista do campeonato na primeira época, sua experiência não estava a correr bem na segunda e a saída se tornou inevitável. Em 2016, após o Euro desse ano, aceitou o convite para treinar a seleção espanhola e, até ver, seu grande mérito correspondeu ao fato de ter apurado “La Roja” para a fase final do campeonato do mundo sem problemas.

A estreia da equipe espanhola na Rússia está agendada para a próxima sexta-feira, frente a Portugal.

Boas Apostas!