O Hull City acabou a temporada rebaixado ao Championship, segundo escalão do futebol inglês. Na próxima temporada, os “Tigers” vão tentar retornar ao primeiro escalão e o homem encarregue de liderar o time rumo a esse objetivo está escolhido. De forma surpreendente, o russo Leonid Slutsky mereceu a confiança da diretoria do emblema para suceder ao português Marco Silva.

Foto: "EPA"

Foto: “EPA”

Leonid Slutsky é o novo treinador do Hull City. A confirmação do acerto foi dada pelo clube em suas páginas nas redes sociais, na sexta-feira. O cenário não é comum: Um treinador do Leste da Europa assumir um time inglês, daí estarmos perante um acerto, no mínimo, curioso. Afastando preconceitos históricos e reconhecendo as qualidades de um dos melhores técnicos soviéticos, o Hull City proporciona a primeira experiência a Slutsky fora do país em que nasceu.

Nascido em maio de 1971, a carreirade Leonid Slutsky terminou de uma forma bem prematura. Goleiro do Zvezda Gorodishche. teve que interromper a carreira muito prematuramente, em 1989, por conta de um acidente fora dos gramados. A história do técnico que balança misteriosamente no banco de reservas se tornou conhecido enquanto foi acumulando sucessos: Enquanto tentava resgatar o gato de uma vizinha de uma árvore, caiu e contraiu uma grave lesão no joelho esquerdo que lhe retirou a possibilidade de se tornar futebolista profissional.

Enquanto treinador, Slutsky iniciou seu trajeto em 2000, no Olimpia Volgogrado, cidade natal. Comandou o Uralan Elista, o FC Moscou e o Krylua Sovetov antes de se transferir para um dos maiores emblemas do futebol russo: O CSKA de Moscovo. À frente da “formação do exército”, criou seu legado entre 2009 e 2016, conquistando três edições do campeonato da Rússia e duas Copas. O bom trabalho no time moscovita catapultou Slutsky para a seleção da Rússia, substituindo Fábio Capello e acumulando as funções de seleccionador com as de técnico do CSKA de Moscovo durante algum tempo. A modesta prestação da Rússia no Euro 2016, prova em que a nação não passou da fase de grupos, resultou na demissão de Leonid Slutsky, solicitada pelo próprio. Após ter cumprido parte da última temporada no CSKA de Moscovo sendo posteriormente substituído por Viktor Goncharenko, Leonid Slutsky se prepara para abraçar um projeto aliciante, tendo uma oportunidade poucas vezes dada a técnicos do Leste da Europa. A família Allam (proprietários do time) optaram por investir nos serviços do técnico para essa tentativa de garantir o regresso à Premier League. Ehab Allam, vice-presidente, revelou que “depois de um processo de recruta cuidado, Leonid conquistou sua confiança graças à atenção dada ao pormenor, ao estilo de jogo que privilegia e à ambição demonstrada”.

Boas Apostas!