Kolo Touré comunicou esta sexta-feira (15) que vai “pendurar as chuteiras”. O anuncio foi feito pelo próprio jogador que aceitou encarar um novo desafio.

Foto: "Liverpool Echo"

Foto: “Liverpool Echo”

Começou por abandonar a seleção da Costa do Marfim em 2015, dando o primeiro sinal de que o final da sua carreira de futebolista poderia estar para breve. Dois anos depois, aos 36 anos, Kolo Touré anuncia que não vai voltar aos gramados, pelo menos como jogador. A temporada 2016/17, ao serviço do Celtic de Glasgow, foi a última do zagueiro dentro do campo, no entanto, continuará ligado aos “Católicos”. Durante o verão, Kolo Touré esteve no país Natal a trabalhar perto das seleções da Costa do Marfim e já há algumas semanas que se encontrava em Glasgow trabalhando de perto com Brendan Rodgers, técnico da equipa principal do Celtic. Esta sexta-feira, o clube comunicou que o jogador foi nomeada assistente técnico, trabalhando tanto com o time principal do campeão escocês como com as camadas de base. No comunicado do clube, pode se ler que Touré vai “auxiliar em todos os aspetos da equipa principal e utilizar sua experiência para dar apoio às equipas da base”. Apesar de ter estado apenas uma época em Glasgow enquanto jogador, Touré afirmou que “não poderia estar mais feliz por estar de voltar a um grande clube”. “É um novo capítulo na minha carreira, um novo começa. Posso dizer oficialmente que me retido dos gramados e totalmente concentrado em treinar”, completou.

Carreira

Toda uma carreira de dedicação ao futebol britânico. Kolo Touré iniciou seu percurso futebolístico no ASEC Mimosas da Costa do Marfim, chegando em Inglaterra para representar o Arsenal para a época 2001/02, embora só tenha estreado oficialmente em 2002/03. Foram cerca de sete épocas de ligação ao Arsenal, clube que posteriormente trocou pelo “milionário” Manchester City no início a época 2009/10, permanecendo aí durante quatro temporadas. Em 2013/14, realizou o curto trajeto de Manchester para Liverpool com destino Anfield a pedido de Brendan Rodgers, clube em que nunca foi um indiscutível. No início da temporada 2016/17, voltou a ser solicitado por Brendan Rodgers e rumou ao Celtic, cumprindo 17 jogos oficiais ao serviço do campeão escocês.

Kolo Touré abandona os gramados com um palmarés interessante. Duas edições da Premier League, duas da Copa da Inglaterra e uma da Taça da Liga. Em uma temporada na Escócia, contribuiu para a hegemonia do Celtic e conquistou o “triplete” interno: Campeonato, Taça e Taça da Liga. Em termos internacionais, conquistou a Copa das Nações Africanas ao serviço da sua Costa do Marfim bem como a Recopa Africana.

Boas Apostas!