As últimas duas partidas de ida válidas pelas oitavas da Liga dos Campeões 2018/19 vão ser disputadas esta quarta-feira (20). A Juventus viaja até Madrid para medir forças com o Atlético, enquanto o City vai enfrentar o Schalke 04 na Alemanha.

Atlético de Madrid – Juventus

Foto: "MARCO BERTORELLO/AFP"

Foto: “MARCO BERTORELLO/AFP”

Madrid já sente saudades de Cristiano Ronaldo, mas não desse lado da capital espanhola. A Juventus viaja até ao Wanda Metropolitano para defrontar o Atlético de Madrid, emblema que sob as ordens de Diego Simeone tem acumulado boas prestações na prova de clubes mais importante da Europa.

Após duas derrotas consecutivas, uma delas frente ao Real Madrid, o Atlético venceu o Rayo em Vallecas por uma bola a zero e aumentou os indíces de confiança antes dessa partida de ida das oitavas da Liga dos Campeões. Diego Costa também recuperou de lesão em boa altura e já vai estar ao dispor de Simeone para esta partida, embora a tendência aponte para uma dupla atacante composta por Griezmann e Álvaro Morata, reforço de inverno com passado associado à Juventus. Curiosamente, a “Vecchia Signora” também conta com um elemento na frente de ataque já vestiu a camisa adversário: Mario Mandzukic, presumivelmente titular junto a Cristiano Ronaldo e Paulo Dybala. Ainda do lado “bianconero”, Massimiliano Allegri saúda os retornos de Bonucci e Chiellini, internacionais italianos estão recuperados de lesão e já foram titulares na vitória frente ao Frosinone (3-0).

Na fase de grupos, o Atlético de Madrid terminou o grupo A com os mesmos 13 pontos que o Borussia Dortmund, mas a desvantagem no confronto direto resultante da goleada sofrida na Alemanha impediu que o time “Colchonero” vencesse o grupo. Ainda assim, o time de Madrid só perdeu um dos últimos dez desafios que disputou para a Liga dos Campeões e, bem ao seu estilo, manteve a baliza inviolável nos últimos três encontros na competição. A Juventus não pontuou tanto quanto o Atlético (12) mas venceu o grupo H com dois pontos de vantagem em relação ao Manchester United.

Schalke 04 – Manchester City

O Schalke 04 tem “uma montanha para escalar” frente ao Manchester City de Pep Guardiola, um dos grandes candidatos à conquista desta Liga dos Campeões. A eliminatória começa em Gelsenkirchen, casa de um time do Schalke 04 que terminou a primeira fase no segundo lugar do grupo D, atrás do Porto e à frente de Galatasaray e Lokomotiv por larga margem. Não há duvidas de que o Manchester City proporcionará ao Schalke 04 de Domenico Tedesco o desafio de maior exigência na atual temporada até à data.

Apesar da vaga garantida nas oitavas, a época não tem sido fácil para o time da Veltins Arena que só venceu quatro dos últimos 13 encontros que disputou para todas as competições. Em seis jogos depois da habitual pausa de inverno no calendário do futebol germânico, o Schalke 04 disputou seis jogos com duas vitórias, dois empates e outras tantas derrotas. Rabbi Matondo, contratado precisamente ao City em janeiro, poderá ter a oportunidade de se mostrar nessa eliminatória. Breel Embolo, Schopf, Skrzybski (lesionados) e Omar Mascarell (suspenso) são ausências confirmadas.

O primeiro mês e meio do novo ano civil correu de feição ao Manchester City. A equipe treinada por Pep Guardiola se impôs ao rival Liverpool e soube aproveitar os deslizes dos “Reds” para encurtar a distância, liderando inclusive a tabela da Premier League nesse momento embora tenha mais um encontro disputado.

Vencedor do grupo F, o Manchester City teve tempo para preparar essa partida com o Schalke 04 e fazer descansar as principais unidades, uma vez que no final de semana viajou até ao modesto terreno do Newport County para a FA Cup, passando no teste sem grandes dificuldades. Na temporada passada, os “Citizens” chegaram nas quartas da competição, etapa em que acabaram eliminados pelo Liverpool.

John Stones, Mendy, Delph e Gabriel Jesus são as principais baixas na equipe britânica, todas por lesão.

Boas apostas!