O Mónaco foi uma autêntica sensação na temporada europeia. Conquistou o título gaulês quebrando a hegemonia do PSG e atingiu as meias-finais da Liga dos Campeões, alcançando um nível que há muito não se via no Principado. Por trás do sucesso gaulês, está um nome: Leonardo Jardim, técnico que naturalmente teve grande responsabilidade no sucesso do Mónaco. O português descartou a possibilidade de rumar à China e a ligação aos monegascos é para continuar…

Foto: "Jean-Paul Pelissier/Reuters"

Foto: “Jean-Paul Pelissier/Reuters”

A semana começou com a divulgação de várias notícias que davam conta da possibilidade de Leonardo Jardim rumar ao futebol chinês, com o Beijing Guoan à cabeça na lista de pretendentes. O próprio treinador admitiu que vários clubes chineses estariam dispostos a cobri-lo “de ouro”, revelando as elevadas propostas monetárias. Ao início da da noite de terça-feira, o diário esportivo português “A Bola” anunciava uma mudança iminente de Leonardo Jardim para o Beijing Guoan. Em cima da mesa estaria uma proposta de 36 milhões de euros com contrato válido por três anos, ou seja, 12 milhões por época, apresentada ao técnico na cidade de Lisboa por responsáveis do clube chinês. Segundo a mesma fonte, o Beijing Guoan estava disposto a dar oito milhões de euros ao Mónaco, embora a multa de Leonardo Jardim se cifrasse nos 15 milhões.

A mesma notícia dava conta dos esforços do Mónaco para “segurar” o treinador português e ampliar o vínculo. Até então, Leonardo Jardim auferia aproximadamente um milhão e meio por época e o clube francês admitiu aumentar a quantia anual para os 4,5 milhões de euros por cada temporada.

Foto: AS Mónaco

Foto: AS Mónaco

Ao final da tarde desta quarta-feira, através do seu “Twitter” oficial, o Mónaco partilhou o anúncio que todos seus adeptos desejavam: O acerto da renovação com Leonardo Jardim, em uma curta declaração que vale sobretudo pela imagem anexada. Com a “hashtag” #Jardim2020, a figura do treinador surge em primeiro plano, com o “slogan” da “hashtag” em plano de fundo, dourado (como se pode ver na figura ao lado), uma clara alusão à “cobertura de ouro” que era proposta pelos emblemas chineses ao treinador. O treinador prolongou seu contrato por mais um ano com direito a revisão salarial, dado que o anterior acordo vinculava o técnico ao time Monegasco até 2020, se desconhecendo se o valor da multa sofreu um aumento. Leonardo Jardim se prepara para cumprir a terceira época ao serviço do Mónaco, emblema a que chegou em 2014/15 depois de ter representar o Sporting em 2013/14. Além do campeonato francês, Jardim conta ainda com um campeonato grego e uma taça da Grécia no seu curriculum, troféus alcançados ao serviço do Olympiakos.

Boas Apostas!