Emoções ao rubro na última rodada do grupo D (zona UEFA) de apuramento para a Copa do Mundo 2018. A República da Irlanda conquistou um triunfo heroico no País de Gales e garantiu sua vaga no “play-off”, enquanto a Sérvia precisou de “puxar dos galões” mas conseguiu assegurar o regresso à fase final de uma Copa do Mundo.

Foto: "Reuters"

Foto: “Reuters”

A cidade de Cardiff parou para assistir ao confronto entre País de Gales e República da Irlanda, decisivo na luta por uma vaga na fase de grupos da Copa do Mundo 2018. Para a equipa local, privada de Gareth Bale, um empate chegaria para manter o segundo posto do grupo. Já à República da Irlanda, só a vitória interessaria.

A noite terminou de forma dolorosa para a seleção semifinalista do Euro 2016. Os irlandeses aproveitaram da melhor forma um erro cometido pelo capitão Ashley Williams e apontaram o único gol da partida aos 12 do segundo tempo, coroando um novo herói nacional para os irlandeses: James McClean. Os eleitos de Chris Coleman lutaram como puderam e tentaram sempre sufocar o adversário, mas foram incapazes de derrubar a muralha erguida pelo seleccionador Martin O’Neill. Presente em três fases finais da Copa do Mundo (Itália 1990, Estados Unidos 1994 e Coreia/Japão 2002), a República da Irlanda tentará agora o regresso depois de em 2014 nem sequer ter conseguido chegar no “play-off”.

Sérvia apurada

A Copa do Mundo 2018 assinala o regresso da Sérvia à fase final de uma grande competição, isso depois de ter falhado o apuramento para os “Euros” 2012 e 2016 bem como para a Copa do Mundo 2014.

Nesta dupla jornada de qualificação para a Copa do Mundo 2018, a Sérvia teve dois verdadeiros “match point” no que ao cenário de qualificação diz respeito. Desperdiçou o primeiro ao perder na Áustria por três a dois, mas não deixou escapar a derradeira oportunidade, se bem que a derrota do País de Gales permitiria sempre aos sérvios conquistar este grupo D de apuramento. Em Belgrado, no estádio do Estrela Vermelha, a seleção da Geórgia complicou bastante a tarefa à formação da casa, toldada pela ansiedade em vários momentos, mas a vitória acabou por sorrir aos eleitos de Slavoljub Muslin. O seleccionador sérvio lançou Aleksandar Prikovic aos 16 minutos do segundo tempo e a aposta deu resultado. O atacante de 27 anos que tem estado em grande forma ao serviço do PAOK marcou o gol que definiu a partir aos 30 minutos do segundo tempo, selando o apuramento sérvio para a fase final da Copa do Mundo 2018 com estatuto de vencedora do respetivo grupo.

Boas Apostas!