Huddersfield, cidade situada no Condado de West Yorkshire,  entra na rota da Premier League 2017/18. O Huddersfield Town garantiu esta tarde o retorno ao principal escalão do futebol britânico ao vencer o Reading na final do Championship.

Foto: "Rex

Tarde de muitas emoções no mítico Wembley, em Londres, com a final do “play-off” do Championship 2016/17 entre Huddersfield Town e Reading. No final, a festa foi do Huddersfield, time que garantiu a terceira e última vaga na próxima edição da Premier League ao triunfar na decisão através da marcação de grandes penalidades.

Depois de Newcastle (campeão) e Brighton & Hove Albion terem garantido o acesso ao principal escalão do futebol inglês de forma direta ao terminarem nos dois primeiros lugares da tabela, a luta pela terceira vaga entre a elite foi discutida por Reading, Sheffield Wednesday, Huddersfield Town e Fulham. No tradicional “play-off” do segundo escalão, o Huddersfield Town de David Wagner começou por enfrentar o Sheffield Wednesday de Carlos Carvalhal. Após um empate sem gols na partida de ida, na volta, em Hillsborough, se registou uma igualdade a uma bola que levou a decisão para a marcação de grandes penalidades. Aí, o Huddersfield Town foi mais forte e garantiu o acesso a Wembley ao vencer por quatro a três.

Do outro lado, na meia-final entre Fulham e Reading, foi o time que veste de azul e branco quem se superiorizou. Ao empate a um gol em Craven Cottage sucedeu uma vitória por um a zero, seguindo para a decisão do “play-off” e marcando duelo com o Huddersfield Town. A expetativa para essa final era enorme, sabendo de antemão que estaríamos perante dois times bem nivelados, diferentes em termos de estilo de jogo mas num patamar idêntico a nível de valor, tal como demonstrou a classificação final do Championship. Com o jogo empatado sem gols após 120 minutos de futebol, algo pouco comum nesse contexto de segundo escalão inglês, a decisão foi para a cobrança de grandes penalidades. Tal como na meia-final diante do Sheffield Wednesday, o Huddersfield Town que contou com o galês Danny Ward na baliza foi mais forte ao triunfar novamente por quatro a três, com Chris Schindler a marcar o pênalti decisivo. Volvidos 45 anos, o Huddersfield Town treinador por David Wagner, emblema que chegou a conquistar o campeonato inglês na década de 20, volta a estar no escalão máximo. O Reading de Jaap Stam terá que voltar a tentar a subida na próxima temporada.

Boas Apostas!