A imprensa alemã assegura que Jupp Heynckes é o eleito da diretoria do Bayern de Munique para suceder ao italiano Carlo Ancelotti no comando técnico do time principal do clube bávaro. O treinador de 72 anos se prepara para retornar a uma casa que bem conhece, retornando da aposentadoria.

Foto: "FC Bayern"

Foto: “FC Bayern”

O Bayern caiu no Parc des Princes na segunda rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões e a diretoria não esteve com meias medidas: abdicou dos serviços do técnico italiano Carlo Ancelotti com efeito imediato, procurando salvar uma época que até então tem sido mais atribulada que o normal para o campeão alemão. O nome de Thomas Tuchel, técnico que deixou o Borussia Dortmund no final da última época, foi a primeira grande hipótese colocada pela imprensa alemã, sem esquecer Julian Nagelsmann, jovem treinador que tem realizado um trabalho sensacional no Hoffenheim. A aposta recaiu sobre Jupp Heynckes, treinador experiente, vencedor com as cores do colosso alemão e conhecedor da realidade do clube. A oficialização da contratação de Jupp Heynckes deverá avançar esta quinta-feira (5) e o acordo estabelecido, ao que tudo indica, será válido até ao fim da atual temporada. O técnico deverá iniciar atividade em uma semana marcada pela pausa para a disputa de jogos de seleções, compromissos que emagreceram o plantel de forma significativa.

Carreira

Representou Borussia Monchengladbach e Hannover 96 enquanto jogador, nas décadas de 60 e 70, assumindo o papel de treinador pela primeira vez no início da década de 80. Assumiu o comando do Bayern de Munique entre as temporadas 1987/88 e 1991/92, rumando depois a Espanha para treinar o Athletic. Tenerife, Real Madrid, Benfica, Athletic (segunda passagem), Schalke 04, Borussia Monchengladbach (segunda passagem), Bayer Leverkusen e, finalmente, Bayern de Munique. Jupp Heynckes esteve ao serviço do colosso alemão durante três temporadas, entre 2010/11 e 2012/13, optando posteriormente pela aposentadoria.

A temporada 2012/13, a última de Heynckes no Bayern antes da aposentadoria, foi a de maior sucesso para o experiente técnico de 72 anos. Após um ano em que tinha perdido todos os troféus na decisão, a diretoria concedeu um voto de confiança a Heynckes e a história foi totalmente distintas, com o técnico a conquistar todos os troféus que o colosso da Baviera disputou: Liga dos Campeões, Bundesliga, Copa da Alemanha e Recopa alemã. Um final de carreira a roçar a perfeição que chegou a colocar a duvida no ar quanto ao que teria que fazer Pep Guardiola, seu sucessor, hoje no Manchester City.

Boas Apostas!