Sem espinhas. Pep Guardiola conquistou na tarde de domingo (25) seu primeiro título desde que assumiu os destinos do Manchester City. Os “Sky Blues” ergueram a Copa da Liga ao vencerem o Arsenal por três a zero e foram iguais a si mesmos na atual temporada: arrasadores.

Foto: "EFL"

Foto: “EFL”

A temporada ainda não terminou em Inglaterra, mas o domínio se escreve em tons de azul ciano. O Manchester City de Pep Guardiola tem sido arrasador e, um ano e meio depois de ter chegado ao Etihad, o técnico catalão pôde celebrar a conquista do seu primeiro título enquanto treinador do clube, no caso a Copa da Liga inglesa. Dias depois de ter sido eliminado da FA Cup pelo Wigan Athletic nas oitavas da competição, os “Sky Blues” voltaram a dar bons motivos à sua torcida para sorrir. Frente ao Arsenal, na decisão da Copa da Liga inglesa, o time de Manchester venceu por três gols sem resposta.

A história dessa partida se escreve do mesmo modo que tantas outras atuações do Manchester City nessa temporada 2017/18: controlo praticamente total das ações por parte dos comandados de Pep Guardiola que ao longo dos 90 minutos legitimaram a vitória final. O resultado de três a zero expressa bem a diferença entre as atuações dos dois times, isso em uma partida na qual o Arsenal apenas se atreveu a dar um “ar da sua graça” no início da segunda parte, ainda que sem efeitos em termos práticos.

O Manchester City passou para a frente do placard logo aos 18 do primeiro tempo, altura em que Kun Aguero se isolou na cara de David Ospina e, com um belo chapéu, fez o um a zero em um estádio de Wembley com mais de 80 mil torcedores nas arquibancadas. Com os brasileiros Danilo e Fernandinho no time titular, a vantagem viria a ser dilatada aos 13 do segundo tempo, dessa feita por intermédio de Vincent Kompany, zagueiro belga que tem enfrentado vários problemas físicos e conseguiu dilatar a vantagem do City. O marcador ficaria fechado aos 20 da etapa complementar com David Silva a aumentar para três a zero, sentenciando a decisão ao “secar” em definitivo a pólvora aos “Gunners”. Pep Guardiola ainda lançou Gabriel Jesus na partida, a 13 minutos do fim, enquanto Ederson Moraes, opção secundária na Copa da Liga, não foi opção.

Os “Citizens” celebraram pela primeira vez nessa época, mas não deverão ficar por aqui, dado que a conquista do título inglês está muito bem encaminhada. Na Liga dos Campeões, o apuramento para as quartas está praticamente assegurado na sequência da goleada aplicada ao Basel na Suíça.

No dia 1 de março, Arsenal e Manchester City voltam a se enfrentar, nessa ocasião no Emirates e para a Premier League.

Boas Apostas!