Givanildo Oliveira foi anunciado como novo técnico do Clube Náutico Capibaribe, na segunda-feira (05). Esta é a quarta vez que Givanildo assume o Timbu, como é chamado o Náutico, que conta com o comando de Givanildo para uma retomada na Série B, já que encontra-se no meio da tabela e precisa se recuperar se quiser sonhar com o acesso a elite do futebol. Givanildo foi o nome escolhido pois conseguiu levar o América Mineiro a elite do futebol brasileiro agora em 2016.

Apresentação de Givanildo no Náutico com o presidente Ivan Brondi.

Apresentação de Givanildo no Náutico com o presidente Ivan Brondi.

A diretoria alvirrubra anunciou a demissão de Alexandre Gallo no domingo, após uma sequência de maus resultados, nos últimos cinco jogos sob o comando de Gallo, o Náutico havia vencido um jogo, empatado um e perdido três jogos. Givanildo estreou na vigésima quarta rodada em um jogo em casa contra o Bahia, conquistando um empate em 0x0, pelo menos evitou mais uma derrota. Nesta terça-feira (13), Givanildo comandou a equipe Timbu, desta vez contra o Joinvile em Santa Catarina e novamente o time empatou em 0x0. Se as duas primeiras partidas no comando de Givanildo Oliveira não foram tão animadoras, pelo menos o time não perdeu, de quebra Givanildo está invicto e o time não sofreu nenhum gol, o que já é um bom começo.

Passagem pelo América Mineiro

Givanildo em sua última passagem pelo América Mineiro.

Givanildo em sua última passagem pelo América Mineiro.

Em sua quarta passagem de Givanildo pelo América Mineiro em sua longa carreira de técnico, Givanildo esteve no comando do América Mineiro desde 2014, após uma boa campanha na Série B de 2015, conseguiu chegar na quarta colocação e garantir o acesso do América Mineiro a elite do futebol brasileiro, o Campeonato Brasileiro da Série A. A campanha da Série B de 2015 teve os seguintes números, foram dezenove vitórias, oito empates e onze derrotas em trinta e oito rodadas, com cinquenta e cinco gols marcados e trinta e nove sofridos.

Na temporada de 2016, Givanildo ainda conseguiu a façanha de conquistar o Campeonato Mineiro, depois de terminar a primeira fase em quarto lugar, depois de cinco vitórias, três empates e três derrotas em onze jogos, o América foi para a semifinal contra o Cruzeiro, e surpreendeu a todos passando pelo celeste com uma vitória no primeiro confronto em casa por 2×0 e após um empate em 0x0 na casa do Cruzeiro, conquistou a vaga da final. Na grande final o América enfrentaria o maior campeão do Campeonato Mineiro, o Atlético Mineiro e mais uma vez surpreendeu a todos, vencendo o primeiro confronto em casa por 2×1 e empatando em 1×1 o segundo confronto, conquistando assim o título de campeão mineiro de 2016. Mesmo com estes dois fatos importantes e bastante importantes (acesso a Série B e Campeonato Mineiro), Givanildo começou sua campanha no Campeonato Brasileiro da Série A 2016. Após somente cinco rodadas, com dois empates e três derrotas, o técnico Givanildo foi demitido e substituído pelo técnico português Sérgio Vieira, o qual foi demitido depois de uma série de resultados ruins, agora o América Mineiro está sob o comando de Enderson Oliveira, que não vem conseguindo livrar o time de resultados ruins, sob seu comando o técnico já acumulou cinco derrotas, três empates e somente uma vitória.

Longa experiência como técnico

Givanildo Oliveira na época que era treinador do Paysandu.

Givanildo Oliveira na época que era treinador do Paysandu.

Na sua carreira como treinador, Givanildo Oliveira comandou em sua maioria equipes do nordeste brasileiro, como Santa Cruz, Paysandu, Fortaleza e Sport, onde vez sua estreia como treinador em 1983. Givanildo esteve à frente do Sport em cinco oportunidades, conquistando quatro títulos: o Campeonato Pernambucano três vezes (1992, 1994, 2010) e a Copa do Nordeste (1994) uma vez. Depois de fazer sua estreia no Sport, Givanildo treinou algumas pequenas equipes, até que em 1987 chegou ao Paysandu, passando pela equipe outras cinco vezes durante sua carreira e conquistando vários títulos, como o Campeonato Paraense (1987, 1992, 2000, 2001, 2002) e a Série B do Campeonato Brasileiro (2001). Outra grande equipe nordestina comandada por Givanildo Oliveira mais de uma vez foi o Santa Cruz, onde passou cinco vezes e conquistou o Campeonato Pernambucano de 2005 e o acesso para a primeira divisão do futebol brasileiro no mesmo ano. O treinador ainda conquistou um título pelo Clube do Remo (Campeonato Paraense de 1993) e um pelo CSA (Campeonato Alagoano de 1990).

Passando mais algumas grandes equipes durante toda sua carreira, como Bahia, Atlético Paranaense e Vitória, o treinador Givanildo Oliveira ficou conhecido como “O Reio do Acesso”, já que conseguiu trazer várias equipes sob o seu comando para a Série A do Campeonato Brasileiro, o América Mineiro em 1997 e 2015, o Paysandu em 2001, o Santa Cruz em 2005 e o Sport em 2006.

Boas Apostas!