As cidades de Porto e Guimarães, no norte de Portugal, recebem nessa semana a “final-four” da primeira edição da UEFA Nations League, novo modelo competitivo introduzido pela organização que gere os destinos do futebol na Europa. A concurso vão estar a seleção da casa e as congéneres de Suíça, Holanda e Inglaterra. As semis estão agendadas para quarta e quinta-feira, ao passo que a decisão se vai jogar no domingo, assim como o encontro de atribuição da terceira colocação.

Portugal – Suíça (5 de junho, 15h45*)

Foto: "AP Photo/Czarek Sokolowski"

Foto: “AP Photo/Czarek Sokolowski”

A seleção portuguesa, campeã da Europa em título, vai disputar essa “final-four” em solo nacional. O objetivo dos eleitos de Fernando Santos é claro – conquistar o segundo título continental da história, isso após o sucesso de 2016, na França. Ao contrário do que aconteceu nos grupos, o seleccionador português vai poder contar com Cristiano Ronaldo, astro português que está entre os relacionados para essa etapa decisiva da competição. Para chegar até essa fase, Portugal superou o grupo 3 com oito pontos conquistados em quatro jogos, saldo que permitiu deixar para trás as seleções de Itália e Polônia. Já a etapa de classificação para o Euro 2020 não começou de feição para o time das “Quinas” que empatou em seus domínios com Ucrânia (0-0) e Sérvia (1-1), aumentando a necessidade de responder nessa “final-four”.

Pela frente, a seleção portuguesa vai ter a Suíça, nação que foi sua principal adversária na classificação para a Copa do Mundo 2018. A equipe portuguesa terminou vencendo o grupo com os mesmos 27 pontos que o time helvético, beneficiando de vantagem no saldo de gols para seguir diretamente para a competição. Os helvéticos possuem um time interessante, bem arrumado e para marcar presença nessa fase, tiveram que se superiorizar a Islândia e Bélgica, se destacando a vitória por 5-2 frente aos flamencos na derradeira rodada que permitiu assegurar a vaga. O seleccionador Vladmimir Petkovic tem à sua disposição talentos como Rodríguez, Xhaka, Shaqiri ou Haris Seferovic, este último atacante do Benfica que foi o artilheiro do campeonato português com 23 gols e tem sido a grande figura da campanha suíça na UEFA Nations League com cinco golos apontados, três deles na vitória ante a Bélgica. Os suíços vão subir ao gramado do estádio do Dragão na condição de “outsiders”, mas a chance de provocarem uma surpresa não é tão pequena quanto isso.

Portugal

Goleiros: Beto (Göztepe), José Sá (Olympiakos), Rui Patrício (Wolverhampton).

Zagueiros: João Cancelo (Juventus), Nélson Semedo (Barcelona), José Fonte (Lille), Pepe (Porto), Rúben Dias (Benfica), Raphaël Guerreiro (Dortmund), Mário Rui (Nápoles).

Meias: Danilo Pereira (Porto), Rúben Neves (Wolverhampton), William Carvalho (Betis), Bruno Fernandes (Sporting), João Moutinho (Wolverhampton), Pizzi (Benfica).

Atacantes: Bernardo Silva (Manchester City), João Félix (Benfica), Gonçalo Guedes (Valencia), Rafa Silva (Benfica), Cristiano Ronaldo (Juventus), Diogo Jota (Wolverhampton), Dyego Sousa (Braga).

Suíça 

Goleiros: Yann Sommer (Mönchengladbach), Yvon Mvogo (Leipzig), Jonas Omlin (Basel)

Zagueiros: Manuel Akanji (Dortmund), Loris Benito (Young Boys), Nico Elvedi (Mönchengladbach), Michael Lang (Mönchengladbach), Kevin Mbabu (Young Boys), Jacques-François Moubandje (Toulouse), Ricardo Rodríguez (Milan), Fabian Schär (Newcastle).

Meias: Edimilson Fernandes (Fiorentina), Remo Freuler (Atalanta), Xherdan Shaqiri (Liverpool), Djibril Sow (Young Boys), Renato Steffen (Wolfsburgo), Granit Xhaka (Arsenal), Denis Zakaria (Mönchengladbach), Steven Zuber (Estugarda), Noah Okafor (Basileia).

Atacantes: Josip Drmić (Mönchengladbach), Haris Seferović (Benfica), Albian Ajeti (Basileia)

 Holanda – Inglaterra (6 de junho, 15h45*)

A seleção da Holanda falhou as fases finais das duas últimas grandes competições (Euro 2016 e Copa do Mundo 2018) e Ronald Koeman tenta agora fazer com que a “Laranja Mecânica” volte a marcar posição na Europa do futebol. Se exigiam mudanças no time neerlandês e a verdade é que a participação nessa UEFA Nations League tem dado indicadores nesse sentido. Inserida no grupo 1 juntamente com a campeã do mundo França e com a poderosa Alemanha, a seleção neerlandesa se assegurou na fase seguinte ao terminar na primeira posição com os mesmos sete pontos que a adversária gaulesa. Nas semis, a equipe de Koeman vai medir forças com a renovada seleção da Inglaterra que brilhou na Copa do Mundo da Rússia. Se perspetiva um embate eletrizante entre os dois times no “Berço da Nação” portuguesa, a cidade de Guimarães.  Holanda e Inglaterra se enfrentaram pela última vez em março de 2018, na Arena de Amesterdão. Koeman já estava ao leme dos locais e Southgate preparava a participação na Copa do Mundo. Na altura, um gol de Jesse Lingard, relacionado também para essa “final-four”, acabou fazendo a diferença.

Domingo, dia 9, se realizarão dois desafios. A partir das 11h00*, os derrotados das semis se enfrentarão na luta pela terceira colocação. Mais tarde, quando os relógios assinalarem as 15h45*, será dado o pontapé de saída na primeira decisão da história da UEFA Nations League.

Holanda

Goleiros: Marco Bizot (AZ), Jasper Cillessen (Barcelona), Kenneth Vermeer (Feyenoord)

Zagueiros: Nathan Aké (Bournemouth), Daley Blind (Ajax), Stefan de Vrij (Inter), Denzel Dumfries (PSV), Matthijs de Ligt (Ajax), Hans Hateboer (Atalanta), Patrick van Aanholt (Crystal Palace), Virgil van Dijk (Liverpool)

Meias: Frenkie de Jong (Ajax), Marten de Roon (Atalanta), Davy Pröpper (Brighton and Hove Albion), Kevin Strootman (Marselha), Donny van de Beek (Ajax), Tonny Vilhena (Feyenoord), Georginio Wijnaldum (Liverpool)

Atacantes: Ryan Babel (Fulham), Steven Bergwijn (PSV Eindhoven), Luuk de Jong (PSV Eindhoven), Memphis Depay (Lyon), Quincy Promes (Sevilla)

Inglaterra

Goleiros Jack Butland (Stoke City), Tom Heaton (Burnley), Jordan Pickford (Everton)

Zagueiros: Trent Alexander-Arnold (Liverpool), Ben Chilwell (Leicester), Joe Gomez (Liverpool), Michael Keane (Everton), Harry Maguire (Leicester), Danny Rose (Tottenham), John Stones (Manchester City), Kyle Walker (Manchester City)

Meias: Dele Alli (Tottenham), Ross Barkley (Chelsea), Fabian Delph (Manchester City), Eric Dier (Tottenham), Jordan Henderson (Liverpool), Declan Rice (West Ham)

Atacantes: Harry Kane (Tottenham), Jesse Lingard (Manchester United), Marcus Rashford (Manchester United), Jadon Sancho (Dortmund), Raheem Sterling (Manchester City), Callum Wilson (Bournemouth)

*Horário de Brasília.

Boas apostas!