O principal prêmio que um jogador pode receber no futebol europeu, FIFA Ballon D’Or, também conhecido como Bola de Ouro, o qual é dado ao melhor jogador (a) da temporada europeia, sofrerá algumas mudanças a partir desta temporada, 2016/17.

Prêmio Ballon D’Or não será mais realizado pela FIFA.

Prêmio Ballon D’Or não será mais realizado pela FIFA.

Na última sexta-feira (16) foi confirmado o encerramento da parceria entre a FIFA, entidade máxima do futebol mundial e a revista francesa France Football, que juntas distribuíam o prêmio FIFA Ballon D’Or. Segundo informações tanto da revista francesa quanto da entidade, as duas partes vinham negociado a renovação da parceria sobre a principal premiação do futebol europeu desde janeiro de 2016, quando expirou o contrato entre a FIFA e a France Football. Porém, sem conseguirem entrar em um acordo, as duas partes encerraram o acordo.

“O acordo contratual entre FIFA e France Football expirou em janeiro. Dissemos à France Football no começo de agosto que o contrato não seria renovado”, comunicou a FIFA, que segundo o jornal “Mundo Deportivo” a partir desta temporada continuará elegendo o melhor jogador e a melhor jogadora da temporada, porém, como o “FIFA World Player”. De acordo com a imprensa espanhola, o novo presidente da FIFA, Gianni Infantino, queria que o prêmio fosse um evento de gala que passasse por vários países, começando por Londres neste ano, e não só em Zurique como aconteceu nos últimos anos.

Com isso esse rompimento, a premiação do Ballon D’Or voltará a sua forma original. Com a parceria entre a FIFA e o France Football, o vencedor da premiação recebia votos de jornalistas europeus e de capitães e treinadores das seleções europeias, porém agora, depois do rompimento da parceria entre a entidade e a revista francesa, a premiação será realizada apenas pela France Football e contará apenas com os votos de jornalistas.

História da premiação

Lionel Messi é o atual vencedor do FIFA Ballon D’Or.

Lionel Messi é o atual vencedor do FIFA Ballon D’Or, quinta taça conquistada.

O prêmio Ballon D’Or foi criado pelo jornalista Michel Laurence da revista France Football em 1956 para premiar o melhor jogador da temporada europeia, contando com a participação de 52 jornalistas de diferentes países que votavam entre alguns indicados e o vencedor recebia o prêmio Ballon D’Or. A premiação foi inspirada na Bola de Prata, dada pela revista Placar. O primeiro jogador que recebeu o prêmio Ballon D’Or foi o inglês Stanley Matthews, que na época jogava no Blackpool da Inglaterra. Até o ano de 1995, apenas jogadores europeus podiam receber o prêmio, sendo que os argentinos Alfredo Di Stéfano (1957 e 1959) e Omar Sivori (1961) e o português Eusébio (1965) receberam o Ballon D’Or, quando já eram naturalizados espanhol, italiano e português, respectivamente. Em 1995, o primeiro jogador nascido fora da Europa que venceu a premiação do Ballon D’Or foi o liberiano George Weah que jogava na época jogava no Milan. Porém, até o ano de 2006 o prêmio continuou considerando apenas atletas que jogavam em clubes europeus e a partir de 2007 passou a considerar jogadores que atuavam em clubes de todo o mundo.

Em 2010, a FIFA e a revista France Football fecharam uma parceria e unificaram o Ballon D’Or, prêmio dado pela revista francesa, com o prêmio de Melhor Jogador do Mundo, dado pela FIFA e criaram o FIFA Ballon D’Or. Desde então, o prêmio foi entregue sempre na cidade de Zurique e contou com jornalistas e capitães e treinadores de seleções europeias, os quais votavam entre três indicados, elegendo o melhor jogador da temporada europeia. Desde 2010, apenas dois jogadores foram premiados com o Ballon D’Or, o argentino Lionel Messi, que venceu a premiação quatro vezes, em 2010, 2011, 2012 e 2015 (venceu também em 2009 quando ainda era apenas Ballon D’Or), e o português Cristiano Ronaldo que conquistou o prêmio duas vezes, em 2013 e 2014. Com a fim da parceria entre FIFA e a France Football, o futebol europeu terá dois grandes prêmios sendo disputados no fim do ano, o Ballon D’Or e o FIFA World Player, ambos sendo importantes na carreira dos jogadores.

Boas Apostas!