Por estas horas, a loucura total consome as principais artérias da cidade de Roterdão. 18 anos depois, o Feyenoord torna a ser campeão da Holanda na derradeira rodada da Eredivisie 2016/17.

KuytO time do Feyenoord tinha falhado o primeiro “matchpoint” no fim-de-semana passado, perdendo no terreno do Excelsior por três a zero. A derrota provocou o caos nas imediações do estádio, com vários torcedores a se envolverem em graves confrontos com as forças policiais. Neste domingo, tudo foi diferente. A “Banheira de Roterdão” voltou a encher – no passado final de semana tinha aberto as arquibancadas e colocado um ecrã gigante para assistir à partida – e a tarde ficou marcada por uma grande festa, ou não estivéssemos a falar de uma conquista que não acontecia há 18 anos.

Para pontuar o feito do histórico emblema da cidade de Roterdão que defrontou e venceu o Heracles Almelo por três a um, Dirk Kuyt brilhou. O atacante holandês de 36 anos, detentor de uma bonita história no clube, definiu o encontro ao assinar um “hat-trick”. O jogador cuja primeira passagem pelo clube aconteceu entre 2003 e 2006 assinou o primeiro gol logo no primeiro minuto de jogo, aproveitando uma falha contrária logo a abrir a partida. De cabeça, ao minuto 12, Kuyt marcou de cabeça e fechou as contas do lado do Feyenoord já na parte final da segunda etapa, com o Heralces Almelo a reduzir a diferença perto do final para estabelecer o três a um final. Se Kuyt foi herói, o mesmo se poderá dizer de Gio Van Bronckhorst, atual técnico do Feyenoord que chegou a atuar junto de Kuyt dentro do gramado, nomeadamente na seleção da Holanda. Em sua segunda época no comando, o ex-jogador devolveu o Feyenoord aos grandes títulos.

A vitória do Ajax no terreno do Willem II pelo mesmo resultado de nada serviu aos “Godenzonen”, com o Feyenoord a terminar sua campanha com 82 pontos e um de vantagem sobre o rival de Amesterdão. Caso não vença a final da Liga Europa frente ao Manchester United, o Ajax disputará a fase preliminar da Liga dos Campeões, enquanto o PSV Eindhoven, vencedor das últimas duas edições da Eredivisie, irá disputar a Liga Europa no próximo exercício.

A vitória na tarde deste domingo deu continuidade a uma incrível série invicta a jogar em casa e que se prolonga desde janeiro do ano passado. O Feyenoord conquistou o 15ª título de campeão holandês – 924, 1928, 1936, 1938, 1940, 1961, 1962, 1965, 1969, 1971, 1974, 1984, 1993 e 1999 – após quase duas décadas sem erguer o troféu mais importante do futebol holandês. Na próxima temporada, o time de Roterdão voltará a disputar a Liga dos Campeões, entrando diretamente na fase de grupos da competição milionária. No cômputo geral, o Feyenoord encerrou um jejum de títulos que se prolongava há oito anos, ocasião em que conquistou a Copa da Holanda.

Boas Apostas!