O italiano Fábio Borini está a um pequeno passo de se tornar reforço do AC Milan. O atacante de 26 anos retorna ao país em que nasceu para fechar com o time “rossonero” que está a realizar um interessante investimento para abordar a temporada 2017/18, marcada pelo retorno às competições continentais, para disputar a Liga Europa.

Foto: "AC Milan"

Foto: “AC Milan”

O AC Milan continua particularmente ativo no mercado de transferências, reforçando o elenco para encarar a época que se avizinha. Propriedade de um grupo de investidores chineses desde maio deste ano, o clube milanês se prepara para fechar o quinto reforço para 2017/18, aumentando o leque de opções no elenco que continuará a ser orientado por Vincenzo Montella. Fábio Borini chegou a Milão a meio da semana e já vestiu a camisa do AC Milan para cumprir os habituais e indispensáveis exames médicos que permitem formalizar o acordo e concretizar a transferência. O próprio clube publicou fotografias do atleta a cumprir exames médicos através da página oficial no Twitter.

O jogador natural de Bentivoglio é o segundo reforço do conjunto milanês para o ataque, isso depois de ter garantido os serviços do jovem internacional português André Silva, contratado ao Porto. Para além de Borini e Silva, o AC Milan também já fechou com Mateo Musacchio, Ricardo Rodríguez e Franck Kessié.

Oficialização está por horas

Depois de ter cumprido os exames médicos esta manhã na clínica La Madonnina, em Milão, Fábio Borini retornou ao hotel em que se encontra hospedado pela hora de almoço. Segundo a “Gazzetta”, o AC Milan já chegou a acordo com o jogador no que respeita à questão salarial, mas falta acertar os detalhes da transferência com o Sunderland, emblema que deverá exigir um valor a rondar os seis milhões de euros (mais bônus) para concretizar o acordo.

Com a chegada de Fábio Borini, a saída de Carlos Bacca é cada vez mais uma certeza. O atacante colombiano deverá rumar ao futebol inglês e a imprensa britânica escreve que Arsenal, West Ham e Everton são os principais interessados.

Percurso

Internacional pelas categorias de base da seleção italiana, Fábio Borini não foi capaz se afirmar no time principal da “squadra azzurra”, contabilizando apenas uma internacionalização. Passou parte da formação na base do Bologna, antes de se transferir para o Chelsea, emblema com o qual estreou como sénior, representando posteriormente o Swansea a título de empréstimo. Foi na Roma, em 2011/12, que protagonizou uma das suas melhores épocas, motivando um investimento do Liverpool. Em Anfield, sua carreira foi afetada por lesões, se transferindo para o Sunderland primeiramente a título de empréstimo, com os “Black Cats” a adquirirem seu passe em definitivo no ano de 2015. Na temporada 2016/17 não foi capaz de evitar a relegação do Sunderland ao Championship, embora tenha sido utilizado com regularidade na segunda parte da temporada, após ter debelado os problemas físicos que impediram sua utilização durante a maior parte da primeira etapa da época.

Boas Apostas!