O zagueiro brasileiro Marlon Santos perece ter caído nas graças do treinador Luis Henrique. Formado nas categorias de base do Fluminense, o zagueiro estreou profissionalmente na metade de 2014 pela equipe carioca e dois anos depois foi emprestado ao Barcelona, onde atua na equipe B e devido aos bons desempenhos, poderá ter a sua primeira chance em uma partida oficial na equipe principal do Barcelona. Depois de participar de dois amistosos na pré-temporada pela equipe principal, estando presente nas vitórias sobre o Celtic por 3×1 e sobre o Leicester por 4×2, o brasileiro ganhou uma vaga no banco de reservas da equipe principal por conta das lesões de dois jogadores importantes na defesa catalã, Piqué e Mathieu, deixando o setor defensivo do Barcelona com poucas opções.

Com a falta de opções na equipe principal, o Barcelona recorreu a sua equipe B, promovendo recentemente o zagueiro Marlon para a equipe principal e já o relacionou para a partida do último sábado (29), contra o Granada pela 10ª rodada do Campeonato Espanhol, onde o Barcelona teve Mascherano e Umtiti como zagueiro titulares e Marlon viu do banco de reservas a equipe catalã conseguir uma sofrida vitória por 1×0 contra o lanterna do Campeonato Espanhol.

Permanência no Barcelona

Marlon na sua chegada ao Barcelona.

Marlon na sua chegada ao Barcelona.

Marlon Santos da Silva Barbosa foi emprestado ao Barcelona na última janela de transferência, em meados de 2016, quando o zagueiro assinou um contrato com a equipe catalã de um ano, com validade até o fim da temporada 2016/17. Do outro lado, o brasileiro ainda tem contrato com o Fluminense até 2020, porém, dificilmente voltará para a equipe carioca, já que segundo a imprensa espanhola, o Barcelona já pensa na possibilidade do jogador permanecer por mais tempo na equipe. De acordo com o jornal “Sport”, o atual campeão espanhol começará a conversar com a diretoria carioca nos próximos dias para negociar a permanência de Marlon depois do fim do empréstimo.

Ainda segundo a imprensa espanhola, o Barcelona teria de pagar cerca de € 6 milhões (R$ 20,8 milhões) para Marlon continuar no seu elenco, sendo que caso o zagueiro dispute 45 minutos de cinco partidas com a equipe principal durante a temporada 2016/17, o pagamento deste valor torna-se obrigatório. Porém, o Fluminense deve quase € 4 milhões ao clube catalão referente ao direito de preferência do Barcelona na contratação de três jogadores, o que ficou acertado ainda em maio de 2015. O acordo referia-se à Kenedy que foi emprestado ao Watford e custou € 200 mil, Gerson da Roma com o custo de € 3,2 milhões e o próprio Marlon por € 400 mil. Além disso, o Barcelona terá que pagar mais € 2 milhões (R$ 6,9 milhões) caso o jogador atinja algumas metas.

Elenco desfalcado

Iniesta é um dos machucados.

Iniesta é um dos machucados.

Mesmo com um elenco badalado, o Barcelona vem sofrendo com constantes lesões neste início de temporada. Além de ter perdido Lionel Messi duas vezes com pequenas lesões, atualmente, a equipe catalã sofre com seis desfalques, sendo o primeiro deles o goleiro Jasper Cillessen, que se machucou durante um treinamento da seleção holandesa ainda no início de outubro e ficará fora mais algum tempo. Algumas semanas depois, foi a vez do zagueiro Gerard Piqué e do lateral Jordi Alba darem entrada no Departamento Médico do Barcelona. Durante a vitória por 4×0 sobre o Manchester City de Pep Guardiola pela Liga dos Campeões, os dois jogadores do Barcelona acabaram se lesionando. Piqué teve uma entorse no ligamento do tornozelo direito e ficará fora três semanas, enquanto Alba teve um estiramento no músculo da coxa esquerda e ficará duas semanas longe dos gramados.

Na partida contra o Valencia, no último dia 22, foi o craque Iniesta que saiu lesionado e desfalcará o Barcelona por um tempo. O jogador sofreu uma falta dura durante a partida que resultou em uma ruptura parcial no ligamento lateral externo e da cápsula posterior do joelho direito, tendo que ficar fora dos gramados por cerca de seis a oito semanas. Na última quarta-feira (26) o zagueiro Jérémy Mathieu também sofreu uma lesão. Durante uma partida pela Supercopa da Catalunha, o jogador acabou sofrendo uma contusão muscular na perna direita e fora de fora por três semanas. E o último jogador no Departamento Médico do Barcelona é o meio-campista Arda Turan, que lesionou seu tornozelo direito durante um treinamento na última quinta-feira (27)

Boas Apostas!