Nascido em Rosario, na Argentina, Maxi Rodríguez realizou seu percurso de base no Newell’s Old Boys, clube pelo qual se apaixonou. Rumou a Espanha onde representou Espanyol e Atlético de Madrid, esteve em Anfield durante três temporadas ao serviço do Liverpool, regressando posteriormente ao país natal para defender as cores de “la lepra” a partir da temporada 2012/13. Hoje, com 36 anos, Maxi Rodríguez se preparava para terminar a carreira ao serviço do time rosarino, porém, o atacante se viu “forçado” a abraçar um novo projeto, rumando ao Peñarol.

Foto: "Elancastí"

Foto: “Elancastí”

O Newell’s Old Boys terminou a Primera División Argentina 2016/17 na 9ª posição, garantindo um lugar na Copa Sudamericana da próxima temporada. Mesmo não se tratando de um registo brilhante, o time rosarino conseguiu ficar no primeiro terço da tabela, transmitindo uma imagem modesta mas de aparente estabilidade. A realidade interna é bem diferente e o quotidiano do clube tem sido marcado por dificuldades tanto financeiras como institucionais, situação que precipitou a saída de Maxi Rodríguez do clube.

Após ter comunicado sua decisão à direção do clube, Maxi Rodríguez convocou uma coletiva de imprensa para anunciar sua decisão na primeira pessoa. Em lágrimas, o atacante de 36 anos disse aos jornalistas que se prepara para deixar o Newell’s “pela sua saúde mental”, porque tudo o que se tem passado no clube lhe tem provocado “um grande desgaste”. Cinco anos após o regresso, Maxi Rodríguez volta a deixar Rosario com uma garantia: a de que voltará a Rosario para defender o Newell’s Old Boys antes de pendurar as chuteiras. “Quero terminar no Newell’s. Se não se passar nada de estranho, voltarei aqui para me retirar”.  Fiel ao clube, garantiu que não vestirá a camisola de mais nenhum clube na Argentina que não a do Newell’s.

Celina, de oito anos, tentou demover Maxi

As notícias relativas à possibilidade (entretanto confirmada) de Maxi Rodríguez deixar o clube provocaram uma reacção muito curiosa por parte de Celina, jovem torcedora de oito anos, natural de Casilda, que se propôs a colocar à disposição de Maxi Rodríguez todas as suas poupanças para que seu ídolo permanecesse no clube. Em um vídeo partilhado nas redes sociais, Celina afirma que pretende abdicar das suas poupanças destinadas a uma viagem à Disney para que Maxi Rodríguez continue a jogar pelo seu time do coração. Sensibilizado com a atitude, Maxi Rodríguez conheceu a pequena Celina e lhe ofereceu uma camisa do Newell’s.

Peñarol é o destino

Na madrugada desta quinta-feira, os uruguaios do Peñarol comunicaram a contratação de Maxi Rodríguez. O time uruguaio, um dos maiores campeões do continente sul-americano, passa a contar com os serviços do jogador.

Boas Apostas!