Antes do início da Copa do Mundo da Rússia, a seleção da Espanha era uma das grandes favoritas ao título mundial, porém, com a mudança de treinador antes mesmo da estreia atrapalhou os planos da equipe e também seu desempenho. Com Julen Lopetegui demitido por ter sido anunciado como novo treinador do Real Madrid, a Espanha foi comandada por Fernando Hierro durante a Copa da Rússia. Sem muita experiência como treinador, Hierro tentou apenas manter o estilo espanhol de jogo, mas a troca de comando técnico parece ter realmente atrapalhado a seleção, que acabou eliminada precocemente no Mundial, derrotada nos pênaltis pela Rússia.

Com a eliminação inesperada, a seleção da Espanha acabou decidindo trocar o comando técnico. Logo após a derrota para os russos nas penalidades, Hierro deixou o cargo de treinador da seleção espanhola e não aceitou voltar a ser o diretor esportivo. Com isso, a Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF) teve que buscar outras opções para o comando da seleção, visando a Liga das Nações, que será iniciada em setembro ainda deste ano. Depois de algumas especulações, foi anunciado na última segunda-feira (09) que Luis Enrique assumirá o cargo de treinador na Espanha pelos próximos dois anos. A novidade foi anunciada pelo presidente da RFEF, Luis Rabiales, através de uma entrevista coletiva.

A decisão (por Luis Enrique) foi unânime. Gosto do seu compromisso. (Ele) deixou passar oportunidades econômicas melhores para treinar a seleção. Ele cumpre todos os parâmetros e critérios da direção”, afirmou Rubiales ao lado de José Francisco Molina que pouco antes assumiu o cargo de diretor esportivo da seleção espanhola.

Carreira do novo treinador espanhol

Luis Enrique como técnico do Barcelona.

Luis Enrique como técnico do Barcelona.

Durante sua carreira como jogador, Luis Enrique defendeu os dois principais clubes da Espanha, Real Madrid e Barcelona, mas foi na equipe catalã que obteve mais sucesso, disputando 300 jogos, marcando 109 gols e conquistando o  Campeonato Espanhol duas vezes, em 1997/98 e 1998/99. Depois da vitoriosa carreira como jogador, onde conquistou ainda uma medalha olímpica com a seleção espanhola em 1992, Luis Enrique então iniciou sua carreira como treinador no time B do Barcelona, em 2008, quando substituiu Pep Guardiola, seu ex-companheiro de seleção que então assumiu a equipe principal no Camp Nou.

Depois de praticamente três anos comandando o Barcelona B, o treinador foi para a Roma, onde ficou entre 2013 e 2014, depois passou pelo Celta de Vigo na temporada 2013/14 e então voltou ao Barcelona em 2014 para assumir a equipe principal. Ao assumir o clube catalão onde é ídolo até hoje, Luis Enrique conseguiu resultados muitos positivos, conquistando nove dos treze torneios que disputou, incluindo uma tríplice na temporada de 2014/15, quando venceu a Copa do Rei, a La Liga (Campeonato Espanhol) e a Liga dos Campeões, além do Mundial de Clubes vencido em 2015, contando com um dos melhores trios de ataque do futebol mundial na época, Lionel Messi, Luis Suárez e Neymar.

Ao longo da sua carreira como treinador, Luis Enrique ficou conhecido por ser um técnico durão, que dá muito valor à preparação física dos jogadores, algo que ficou muito claro na época em que comandava o Barcelona. Agora que assumirá a seleção da Espanha, Luis Enrique terá a missão de deixar para traz a campanha ruim na Copa do Mundo da Rússia e focar numa boa campanha na Liga das Nações, que será iniciada em setembro deste ano e competição na qual os espanhóis enfrentarão grandes seleções como França, Bélgica, Inglaterra e Alemanha. A nova competição europeia dará ao campeão uma vaga direta à Eurocopa de 2020.

Boas Apostas!