O meio-campista Elias, que estava no Corinthians, viajou na última quarta-feira (31) para Portugal, onde finalizou sua volta ao Sporting. O jogador já havia sido liberado pelo Corinthians da partida desta quarta-feira contra o Fluminense pela Copa do Brasil e embarcou para Portugal para realizar exames médicos e assinar seu contrato com o Sporting. Segundo a imprensa, o clube português desembolsou cerca de € 3 milhões (R$ 10,7 milhões) pela compra do jogador e agora terá 50% dos direitos econômicos de Elias, sendo que desse montante de dinheiro, € 2 milhões (R$ 7,1 milhões) são para acabar com uma dívida do Corinthians com o próprio Sporting, referente à quando o clube paulista comprou o jogador, que estava no Sporting em 2014.

Elias na sua apresentação oficial pelo Sporting.

Elias na sua apresentação oficial pelo Sporting.

Logo que desembarcou em Portugal, Elias foi assediado por repórteres, que lhe perguntaram, entre outras coisas, quais eram seus objetivos no Sporting. O brasileiro respondeu que pretendo conquistar muitos títulos e ajudar sua nova equipe. “Ser campeão foi o compromisso que o presidente assumiu, vou fazer o possível para tentar ajudar”. Perguntado sobre a diferença do Elias que havia deixado o Sporting em 2014 e do que está de volta, o meio-campista brincou que estava mais cabeludo, mas também falou que agora estava mais experiente. “Agora estou mais cabeludo. Posso acrescentar experiência para ganharmos títulos. Temos um grande treinador, espero dar continuidade ao trabalho bem feito do ano passado”, referindo-se ao atual técnico do Sporting Jorge Jesus.

Saída do Sporting e boa negociação para o Corinthians

Elias atuando pelo Corinthians.

Elias atuando pelo Corinthians.

Em 2013, Elias deu adeus ao futebol português e voltou ao Brasil, sendo emprestado para o Flamengo e no ano seguinte sendo comprado pelo Corinthians. Um dos principais motivos que levou o brasileiro a deixar o Sporting foi uma briga entre seu pai, Eliseu, e o presidente do clube, Bruno Carvalho. A briga começou por que Elias já estava com oito meses de salários atrasados e piorou quando tanto o pai do jogador quanto o presidente do clube eram pouco flexíveis quanto a negociação da transferência de Elias para o Flamengo, o que irritou o próprio jogador que chegou a chamar o presidente Carvalho de “meio maluco”. Agora que está de volta ao Sporting, Elias afirmou que antes, ele e o clube buscavam coisas diferentes, mas que agora procuram o mesmo. “Ele procurava o interesse do Sporting, e eu procurava o meu. Agora procuramos o mesmo objetivo”.

A volta do jogador ao futebol português foi uma boa negociação para o Corinthians, pois o jogador estava no Timão desde 2014 onde conquistou o Brasileirão 2015, sendo um dos jogadores com o maior salário do elenco corintiano, recebendo cerca de R$ 500 mil por mês e caso o jogador decidisse permanecer no time, o Corinthians teria um custo de cerca de R$ 9 milhões até o fim do contrato do jogador (dezembro de 2017), juntando os salários, férias e 13º salário. Além de economizar esses R$ 9 milhões, com a negociação de Elias para o Sporting, o Corinthians teve sua dívida com a equipe portuguesa cancelada, economizando outros R$ 2 milhões, que seriam referentes as duas últimas parcelas da dívida do Timão (outubro de 2017 e 2018), referentes ao parcelamento da compra do atleta. O Corinthians ainda recebeu mais R$ 1 milhão na negociação com o Sporting, com a equipe portuguesa readquirindo os 50% dos direitos econômicos do meio-campista. Ou seja, a equipe paulista economizou ao total R$ 11 milhões e ainda recebeu R$ 1 milhão com a saída de Elias, que não vinha agradando a torcida e nem o atual treinador do Corinthians Cristovão Borges.

André também deixou o Corinthians

André na sua apresentação pelo Sporting.

André na sua apresentação pelo Sporting.

Outro jogador que deixou o Corinthians e foi para o Sporting foi o atacante André. A negociação do jogador foi anunciada no site oficial do clube português no fim de agosto, quando o atacante chegou a Portugal e assinou seu contrato. Com a negociação, o Sporting ficou com 50% dos direitos econômicos de André, com uma opção de compra para os 50% restantes. O atacante assinou um contrato válido até junho de 2019, que poderá ser renovado para mais duas temporadas e com uma cláusula de rescisão de € 60 milhões (R$ 219 milhões). Segundo a imprensa brasileira, a negociação girou em tordo de € 1 milhão (R$ 3,6 milhões) pelos 50% dos direito econômicos de André, mas pode ter chego a € 3 milhões (R$ 10,9 milhões).

Formado nas categorias de base do Santos, jogando ao lado de jogadores como Robinho, Neymar e Ganso, André teve passagem pelo Dínamo de Kiev, Bordeaux e por alguns clubes brasileiros como Atlético Mineiro, Vasco da Gama e Sport, até que em janeiro de 2016 chegou ao Corinthians com um contrato de quatro temporadas. Em maio do mesmo ano, o atacante perdeu um pênalti decisivo na Copa Libertadores, que resultou na eliminação do Corinthians da competição. Depois disso, André teve ainda algumas oportunidades no elenco titular da equipe, porém, acabou perdendo espaço, resultando na sua saída do futebol brasileiro.

Boas Apostas!