O goleiro brasileiro Ederson Moraes está muito perto de fechar com o Manchester City. A imprensa portuguesa dá a transferência para Inglaterra como certa.

Foto: "Manuel de Almeida/Lusa"

Foto: “Manuel de Almeida/Lusa”

“Mais caro que Ederson só Buffon”. A manchete desta terça-feira do jornal “A Bola” revela que o Manchester City vai fechar a contratação de Ederson Moraes por 40 milhões de euros, pretendendo oficializar o negócio ainda hoje. Segundo o diário desportivo português, Ederson chegou a Manchester na segunda-feira para tratar dos últimos pormenores da negociação com o Manchester City, prevendo o cumprimento dos indispensáveis exames médicos para esta terça-feira. De resto, a conta do Twitter “@MCFC Info” divulgou uma foto alegadamente tirada esta manhã em que Ederson Moraes se encontra no centro de treinos do Manchester City.

No domingo, após conquistar a Copa portuguesa pelo Benfica na final diante do Vitória Sport Clube (2-1), Ederson Moraes já tinha revelado aquilo que a torcida esperava, afirmando que provavelmente seria seu último jogo com a camisa do Benfica. Revelado pelo time principal a partir de maio do ano passado, Ederson Moraes teve uma temporada de grande afirmação, ajudando o Benfica a conquistar mais um título nacional (o quarto consecutivo), uma Copa de Portugal e ainda uma Supercopa, chegando nas oitavas da Liga dos Campeões da Europa. Atual internacional pela seleção brasileira, sua cotação disparou em flecha e ninguém ficou indiferente às qualidades do goleiro de 23 anos que ganhou o lugar ao “Imperador” Júlio César – se fala na possibilidade de sair para o Flamengo – na baliza do Benfica.

Pep Guardiola está a operar uma profunda remodelação no time do Manchester City para encarar a próxima temporada e, tal como se esperava, também haverá mudança na baliza. Nos últimos dias, o goleiro Willy Caballero deixou o clube. Joe Hart esteve emprestado ao Torino e também retorna ao Etihad, mas sua continuidade no plantel não é certa e, mesmo que permaneça, dificilmente será primeira escolha para o técnico catalão. Por fim, o chileno Claudio Bravo, alegadamente contratado no último verão por conta de suas qualidades a jogar com os pés, acabou por se revelar uma apostas falhada. Goleiro muito completo, para além dos reflexos entre os postes, Ederson Moraes é conhecido por seu ótimo jogo de pés, capaz de servir os dianteiros do seu time com muita qualidade. Recentemente, no jogo em que o Benfica selou a conquista do título de campeão português, o brasileiro deu uma assistência para gol ao mexicano Raúl Jiménez.

Embora o Manchester City esteja disposto a investir 40 milhões de euros – valor que, a confirmar-se, será o segundo maior de sempre investido em um goleiro apenas superado pela transferência de Buffon do Parma para a Juve -, o Benfica só terá direito a receber 50 por cento desse valor. O Rio Ave, emblema português que Ederson representou por empréstimo do Benfica, possui 30 por cento do passe do goleiro, sendo que os restantes 20 por cento estão nas mãos da Gestifute, empresa liderada pelo “super agente” português Jorge Mendes. Segundo a imprensa portuguesa, esta repartição dos direitos desportivos do jogador poderá atrasar a oficialização da contratação.

Boas Apostas!