Na última sexta-feira (14) a Conmebol, entidade que comanda o futebol brasileiro, publicou em seu site oficial um comunicado onde explicou de forma mais detalhada como serão distribuídas as vagas para as duas principais competições continentais, Copa Libertadores e Copa Sul-Americana. Reafirmando o que já havia sido divulgado antes, a entidade confirmou que o Brasil terá direito a sete vagas para a Copa Libertadores e outras seis vagas para a Copa Sul-Americana, divisão a qual explicaremos mais tarde. Antes, falaremos sobre outros países que ganharam ou perderam vagas para as competições continentais.

Clube argentino River Plate, campeão da Libertadores de 2015.

Clube argentino River Plate, campeão da Libertadores de 2015.

A Conmebol afirmou que o México, país sobre o qual ainda vem sendo discutido quanto a sua permanência na Copa Libertadores, tem garantida três vagas para a edição de 2017 da principal competição continental. Já a Argentina, segundo país com mais representantes na Libertadores e que possui equipes com muita tradição como Boca Juniors e River Plate, ficou com seis vagas, sendo cinco delas vinda dos cinco primeiros colocados do Campeonato Argentino e o campeão da Copa Argentina. Na sequência estão Chile e Colômbia, ambos com quatro vagas para a Copa Libertadores, seguidos por Bolívia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela, todos com três vagas para suas respectivas equipes na próxima edição da principal competição do futebol sul-americano.

Sete vagas brasileiras para a Libertadores

Elenco do Atlético Mineiro comemorando o título da Libertadores de 2015.

Elenco do Atlético Mineiro comemorando o título da Libertadores de 2015.

A partir deste ano, o futebol brasileiro terá direito a sete vagas para a Copa Libertadores, principal competição entre clubes do futebol sul-americano a qual o Brasil já conquistou dezessete vezes, a última com o Atlético Mineiro em 2015, sendo assim o segundo país com mais título da competição. Com as mudanças anunciadas pelo Conmebol no início de outubro para a Copa Libertadores, a forma de classificação para a competição continental através do Campeonato Brasileiro também mudou.

A partir já deste ano, os seis primeiros colocados do Campeonato Brasileiro e o campeão da Copa do Brasil garantirão suas vagas na próxima edição da Copa Libertadores. Porém, nem todas essas vagas são para a fase de grupos da competição continental, já que apenas os três primeiros colocados do Brasileirão e o campeão da Copa do Brasil garantem suas vagas nos grupos da Libertadores, enquanto do 4º ao 6º colocados ficam com as vagas para a fase preliminar da competição sul-americana. Existe ainda a chance de a classificação chegar ao 7º colocado do Brasileirão, já que três equipes que atualmente ocupam a zona de classificação para a Libertadores, Palmeiras, Atlético-MG e Santos, disputam ainda a Copa do Brasil e caso, por exemplo, o Palmeiras seja campeão da copa nacional, a vaga para a fase de grupos da Copa Libertadores ficará entre o 2º, 3º e o 4º colocado do Campeonato Brasileiro, e por consequência as vagas para a fase preliminar ficará entre o 5º, 6º e o 7º colocado.

Seis vagas para a Sul-Americana

Elenco do São Paulo comemorando o título de 2012 da Sul-Americana.

Elenco do São Paulo comemorando o título de 2012 da Sul-Americana.

Assim como aconteceu com a Copa Libertadores, a Conmebol anunciou no início deste mês também algumas mudanças para a Copa Sul-Americana, segunda principal competição do futebol sul-americano, a qual o Brasil conquistou apenas duas vezes, sendo o segundo país com mais títulos da competição, atrás apenas a Argentina com sete taças.

Com as mudanças anunciadas recentemente pela Conmebol, o Brasil acabou perdendo duas vagas para a Copa Sul-Americana, já que até este ano classificava oito equipes para a competição continental e para a edição de 2017 classificará seis clubes, sendo que todos eles conseguirão suas vagas através do Campeonato Brasileiro. Com isso, a zona de classificação para a Copa Sul-Americana no Campeonato Brasileiro ficou entre o 7º até o 12º colocados, podendo ainda chegar ao 13º colocado, caso uma das equipes da zona de classificação para a Copa Libertadores conquiste a Copa do Brasil, fazendo com que o 7º colocado conseguisse uma vaga na Libertadores e o 13º na Sul-Americana.

Além disso, vale lembrar que com essa mudança na classificação das equipes brasileiras para a segunda principal competição do futebol sul-americano, as vagas que antes poderiam ser conquistadas através da Copa do Nordeste e da Copa Verde, como aconteceu este ano com o Santa Cruz sendo campeão do Nordeste e o Cuiabá conquistando a Copa Verde, deixarão de existir, uma vez que as equipes só poderão se classificar para a Copa Sul-Americana através da Série A do Campeonato Brasileiro.

Boas Apostas!