Depois de conquistar com o Peñarol o Campeonato Uruguaio no último domingo (12) com uma vitória sobre o Plaza Colonia na prorrogação, o jogador uruguaio Diego Forlán anunciou em uma entrevista coletiva realizada nesta última terça-feira (14) que, mesmo com seis meses de contrato com o clube, não jogará mais pelo Peñarol.

Diego Forlán na entrevista coletiva em que anunciou sua saída do Peñarol.

Diego Forlán na entrevista coletiva em que anunciou sua saída do Peñarol.

“Tenho que agradecer a todos, mas também a essa torcida que emociona. Ter disfrutado disso é incrível. Tive a oportunidade de fazer o primeiro gol no ‘Campeão do Século’ (novo estádio do clube) e ser campeão. Fomos criticados, mas demos uma alegria ao Peñarol”. Aos 37 anos, Forlán ainda não pensa em pendurar as chuteiras e poderá ser contratado por outro clube. Segundo o jogador, sua saída de clube uruguaio não tem nenhum motivo especial. “Me vou porque o futebol é complicado. Hoje as coisas estão bem, e amanhã perde e é outra coisa. Creio que, com 37 anos, estando no Uruguai, é um bom momento para deixar o clube. Que pode ser melhor que ir bem, não é? Quero me dar esse presente de ir bem do clube que sou torcedor”. Forlán ainda pediu desculpa aos torcedores e afirmou que esperava mais de si mesmo. “Entendo que as pessoas esperavam muito de mim e quero pedir desculpas à torcida do Peñarol. Eu também esperava mais de mim. Não correspondi às expectativas. O futebol uruguaio é muito difícil, e eu não dei o que esperavam”. Aos 37 anos, Forlán ainda não pensa em pendurar as chuteiras e poderá ser contratado por outro clube. “Hoje não sei para onde vou, mas quero seguir jogando, um ano ou dois mais. Quero seguir desfrutando deste esporte. É difícil saber para onde vou, porque me sinto com vontade e bem. É fato de ser campeão me dá vontade de seguir”.

Carreira de sucesso

Forlán quando foi apresentado pelo Internacional.

Forlán quando foi apresentado pelo Internacional.

Diego Forlán Corazo jogou tênis na sua infância, porém, depois que sua irmã sofreu um acidente e teve de ficar sob cuidados intensivos por cinco meses, Diego decidiu seguir os passos de seu pai, o ex-jogador Pablo Forlán, e começou sua carreira no futebol. Seu primeiro clube foi o Peñarol do Uruguai, justamente onde seu pai foi mais conhecido, e depois atuou pelo Danubio, do Uruguai e pelo Independiente, da Argentina.

Em 2002, Diego Forlán foi para o Manchester United por € 6,9 milhões, sendo assim o primeiro uruguaio a atuar pelos Red Devils. Mas mesmo conquistando o Campeonato Inglês na temporada 2002/03 e da Copa FA 2003/04, Diego acabou tendo uma passagem mediana pelo clube inglês marcando 17 gols. Entre os anos 2004 e 2011, o atleta jogou por clubes espanhóis, Villarreal e Atlético de Madrid. No Villarreal, junto com o francês Thierry Henry, o uruguaio conquistou a Chuteira de Ouro da UEFA, devido ao seu ótimo desempenho com a camisa do clube espanhol. Já pelo Atlético teve um grande destaque atingindo o auge de sua carreira.  Na temporada 2008/09, foram 35 gols em 45 partidas, conquistando assim pela segunda vez a Chuteira de Ouro da UEFA, além do prêmio de melhor jogador uruguaio do ano, prêmio que é dado pela Associação Uruguaia de Futebol. Em maio de 2008, Forlán tornou-se o maior artilheiro uruguaio do Campeonato Espanhol com 69 gols marcados. Na temporada seguinte, o atleta ajudou o Atlético na conquista da Liga Europa, marcando gols nas quartas e semifinais, além dos dois gols que deram o título a equipe. Já no início da temporada 2010/11, foi campeão da Supercopa Europeia e em março de 2011 entrou na lista dos 10 maiores artilheiros da história do Atlético de Madrid no Campeonato Espanhol.

Em agosto de 2011, o jogador anunciou sua ida para a Inter de Milão, mas com um desempenho irregular, acabou rescindindo o contrato apenas 10 meses depois de sua chegada ao clube italiano. Em julho de 2012, Diego Forlán foi anunciado como a nova contratação do Internacional, fazendo sua estreia no dia 28 de julho contra o Vasco da Gama. No seu primeiro ano pelo clube brasileiro, Forlán marcou 8 gols em 19 partidas. No ano seguinte, ajudou o clube gaúcho na conquista da Taça Piratini (1º turno do Campeonato Gaúcho), além de ter sido o artilheiro da competição com nove gols marcados. Já no Campeonato Brasileiro de 2013, foram 5 gols marcados em 15 partidas disputadas. No início de 2014, o clube brasileiro anunciou a rescisão do contrato com Diego Forlán. Na sequência, o atleta jogou pelo Cerezo Osaka do Japão e foi para o Penãrol.

Boas Apostas!