No último sábado (26) o argentino Juan Martín Del Potro provou ser um ótimo personagem para histórias dramáticas. Durante o quarto jogo da final da Copa Davis, que até o momento tinha a Croácia como líder na final com duas vitórias e uma derrota, Delpo, como é conhecido Del Potro, disputou uma partida contra o croata Marin Cilic que durou pouco menos de cinco horas (4h53min), onde mesmo saindo perdendo por 2 sets a 0, o argentino conseguiu virar para 3 sets a 2 e empatou a final da competição, forçado o quinto jogo. Perdendo os dois primeiros sets com parciais de 6-7(4-7) e 2-6, Del Potro reverteu o resultado vencendo os sets seguintes com parciais de 7-5, 6-4 e 6-3.

A partida entre Del Potro e Cilic começou equilibrada, com os dois tenistas jogando firmes e com uma quebra de saque para cada lado. No tie-break do primeiro set, o croata foi superior e abriu 5 a 0, apenas administrando a vantagem e vencendo a primeira parte da partida. No segundo set, o argentino sentiu a derrota e baixou seu ritmo, deixando Cilic aplicar dois break no quinto e no sétimo game, abrindo 2 a 0 para o croata sem muitas dificuldades. Porém, o argentino despertou no terceiro set e virou o jogo completamente. Apoiado pelos torcedores argentinos presentes em Zagred, como o craque Diego Maradona, Del Potro reagiu e conseguiu virar o jogo, vencendo os dois sets seguintes e empatando a partida. Na quinta e última parcial, Cilic começou melhor, aplicando um break logo no primeiro game, porém, o argentino voltou a ser superior e aplicou duas quebras, conseguindo uma vitória heroica que deu à Argentina a chance de conquistar pela primeira vez a Copa Davis.

Argentinos conquistam a Copa Davis

Elenco da Argentina comemorando o título da Copa Davis de 2016.

Elenco da Argentina comemorando o título da Copa Davis de 2016.

No dia seguinte à vitória de Juan Martín Del Potro, a Argentina finalmente conquistou o título da Copa Davis. Em uma final disputada no último domingo (27) entre o argentino Federico Delbonis e o croata Ivo Karlovic, o tenista sul-americano se saiu melhor e conseguiu uma vitória por 3 sets a 0, com parciais de 6-3, 6-4 e 6-2, dando assim o primeiro título da Copa Davis à Argentina, já tinha chegado à final da competição quatro vezes, porém, acabou perdendo todas elas, em 1981 para os Estados Unidos, em 2006 para a Rússia e em 2008 e 2011 para a Espanha.

A partida final começou equilibrada, com ambos os tenistas se conhecendo e com Karlovic tendo a primeira chance de break, porém, desperdiçou. Do outro lado, o argentino Delbonis começou a crescer e aplicou a quebra de serviço no sexto game, administrando a vantagem e ficando na frente. No segundo set, o argentino continuou melhor, chegando à segunda quebra da partida no nono game, faturando o segundo set e precisando apenas de mais um set para dar o título inédito ao tênis argentino. No terceiro e último set, Delbonis conseguiu mais dois breaks, no terceiro e sétimo games, complicando a vida do croata, o qual possui mais aces na história do tênis mundial. Administrando a vantagem durante o resto do set, Federico Delbonis fechou a partida e deu o título ao seu país.

Primeiro título depois de 3 anos

Del Potro com a taça de campeão do ATP 500 de Estocolmo.

Del Potro com a taça de campeão do ATP 500 de Estocolmo.

No fim de outubro, o argentino Juan Martín Del Potro conquistou seu primeiro títulos depois de um jejum de três anos, o ATP 500 de Estocolmo. Depois de enfrentar Ivo Karlovic nas quartas de final e Grigor Dimitrov nas semifinais, o argentino enfrentou o norte-americano Jack Sock na grande final, conseguindo uma vitória por 2 sets a 0, com parciais de 7-5 e 6-1, garantindo mais um título para a sua carreira e o primeiro depois das lesões. O título em Estocolmo serviu não só para encerrar o jejum de Del Potro, foi também o 19º título da sua carreira, colocando o tenista novamente entre os 50 primeiros colocados do ranking mundial do tênis masculino simples, onde não aparecia há exatos dois anos.

Desde os últimos anos, o argentino Del Potro vem convivendo com constantes lesões. Em 2009, o tenista sofreu com uma lesão no punho direito, tendo que ficar nove meses fora das quadras por conta de uma cirurgia. Anos depois, em 2014, Del Potro fez mais uma cirurgia, desta vez no punho esquerdo, repetindo a cirurgia em janeiro e em junho de 2015. Devido a essa sequência de lesões, cirurgias e sem conseguiu resultados positivos, o argentino pensou em abandonar a carreira, porém de a volta por cima e foi vice-campeão olímpico em agosto de 2016, quando perdeu a final do simples masculino para Andy Murray. Além dos dois títulos deste ano, ATP 500 de Estocolmo e a Copa Davis. “Obrigado aos que não deixaram que eu parasse”, afirmou Del Potro depois do título no fim de novembro.

Boas Apostas!