No dia 16 de novembro, Daniel Alves, o lateral-direito da seleção brasileira completou seu centésimo jogo com a camisa amarelinha, na ocasião o Brasil venceu a seleção do Peru, em jogo válido pela décima segunda rodada das Eliminatórias para a Copa de 2018 da Rússia da Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol). O fato coincidiu com um ótimo momento que vive a seleção brasileira, que depois da chegada do técnico Tite, venceu os seis jogos que disputou e subiu da sexta colocação das Eliminatórias, para a liderança isolada com vinte e sete pontos, quatro a mais que o vice-líder Uruguai.

Edu Gaspar entregando camisa comemorativa a Daniel Alves.

Edu Gaspar entregando camisa comemorativa a Daniel Alves.

Daniel Alves foi homenageado pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol) recebendo do gerente de futebol da seleção brasileira Edu Gaspar, uma camisa comemorativa com seu nome e o número 100. No desembarque da seleção brasileira em Guarulhos -São Paulo, Daniel Alves comentou sobre o importante momento que vive na seleção: “É uma satisfação muito grande, ainda não caiu a ficha do quão privilegiado eu sou. Estou bastante feliz, não só por completar 100 jogos, mas também pelo trabalho que vem sendo feito, pela forma como a gente vem vencendo os jogos, pelo amadurecimento da nossa equipe e, juntando tudo isso, você se aproxima do seu objetivo, que é o mais importante”.

Fator Tite

O fato importante na carreira de Daniel Alves coincidiu com um ótimo momento que vive a seleção brasileira, que depois da chegada do técnico Tite, venceu os seis jogos que disputou e subiu da sexta colocação das Eliminatórias, para a liderança isolada com vinte e sete pontos, quatro a mais que o vice-líder Uruguai. Sobre a mudança que a seleção brasileira teve após a chegada do técnico Tite, Daniel Alves também comentou: “O Tite é muito experiente, é uma pessoa que se reinventa a cada dia e que sempre busca entregar para a gente todo um estudo que há sobre os adversários, todo um estudo sobre o futebol e da forma como a gente tem que jogar. Volto a insistir, o diferencial do Tite em relação aos outros treinadores é a forma de gerir o grupo, sempre próximo, cuidando de todos os detalhes. Estamos bastante felizes com a sua proposta e com a sua forma de trabalhar em grupo”, completou Daniel Alves.

Ano de 2016

Daniel Alves atuando pela Juventus, seu atual clube.

Daniel Alves atuando pela Juventus, seu atual clube.

Este ano de 2016 foi muito especial para Daniel Alves, recentemente o jogador completou dez anos de seleção brasileira, a data específica foi em 07 de outubro deste ano, já que foi em 07 de outubro de 2006 que Daniel Alves estreou pela seleção principal em um amistoso não-oficial contra o Kuwait SC, clube do Kuwait. O atleta atualmente está com 33 anos e completa 100 jogos pela seleção com 69 vitórias, 18 empates e 13 derrotas, com 7 gols e um gol contra. Daniel Alves já tinha tido participações com o Sub-20 quando foi campeão mundial Sub-20 de 2003. Já pela seleção principal, os títulos conquistados foram a Copa América de 2007, a Copa das Confederações de 2009 e de 2013.

Daniel Alves teve grande destaque profissional na Europa, revelado no Bahia, foi emprestado e depois contratado pelo clube espanhol Sevilla, onde atuou por quase 250 jogos em 6 anos de clube. No Sevilla conquistou uma Copa do Rei da Espanha, uma Supercopa da Espanha, uma Supercopa Europeia e duas Copas da UEFA. Logo chamou a atenção do gigante espanhol Barcelona, onde Daniel Alves jogaria por outros oito anos e onde conquistou diverso títulos, entre eles seis Campeonatos Espanhóis, quatro Copas do Rei da Espanha, três Ligas dos Campeões, quatro Supercopas da Espanha, três Supercopas Europeias e três Copas do Mundo de Clubes da FIFA. Em 27 de junho de 2016, Daniel Alves se transferiu para o gigante italiano Juventus, onde firmou contrato até junho de 2018.

Boas Apostas!