Na Europa, o mercado não pára. Após a mediática mudança de James Rodríguez do Real Madrid para o Bayern de Munique na terça-feira, esta quarta, o brasileiro Dani Alves foi oficialmente apresentado como reforço do PSG.

Mal se soube que Dani Alves não permaneceria na Juventus, a imprensa internacional avançou que o destino mais provável do lateral “Canarinho” era o Manchester City. No Etihad, Dani Alves reencontraria Pep Guardiola, técnico responsável por sua aquisição por parte do Barcelona. Não obstante, os “Citizens” não se chegaram à frente para garantir o concurso do jogador e o destino de Alves é mesmo o Parc des Princes, em Paris. O contrato assinado é válido por duas temporadas desportivas.

Contratação oficializada

Foto: "PSG"

Foto: “PSG”

Dani Alves se desvinculou da Juventus no final da temporada 2016/17, permanecendo apenas uma época em Turim. Ergueu o scudetto, a Copa de Itália e foi finalista vencido da Champions. Um diferendo com a diretoria acabou por colocar um ponto final na carreira do jogador em solo italiano, isso depois de passagens por Sevilha e Barcelona. Jogador livre após a rescisão, aos 34 anos, Dani Alves segue para o futebol francês, abraçando um desafio com contornos idênticos ao que assumiu quando da chegada à Juventus, tentando contribuir para a subida de produção do conjunto da “cidade luz” na Liga dos Campeões. Internamente, a tarefa passa por resgatar o “caneco” que atualmente se encontra na posse do AS Mónaco, emblema do Principado francês que quebrou o domínio da turma da capital.

No Parc des Princes, Dani Alves vai encontrar três compatriotas: Thaigo Silva, Marquinhos e Lucas Moura. A sua chegada poderá implicar alterações no elenco às ordens de Unay Emery, sendo possível que o técnico abdique dos serviços do costa marfinense Sèrge Aurier ou do belga Thomas Meunier. O polêmico Sèrge Aurier, com mercado em Inglaterra, é o mais forte candidato. Maxwell, de 35 anos, terminou seu vínculo com o PSG e deverá “pendurar as chuteiras” aos 35 anos.

Segundo reforço para a zaga

O PSG não tem estado particularmente ativo nessa janela de transferências europeia. O nome do emblema da capital gaulesa tem vindo “à baila” sobretudo por conta do meia italiano Marco Verratti, alegadamente muito pretendido pelo Barcelona, enquanto os responsáveis do PSG continuam a rejeitar abdicar dos serviços do jogadores. Antes de oficializar Dani Alves esta terça-feira, o PSG já se tinha chegado à frente para garantir os serviços de Yuri Berchiche, lateral esquerdo espanhol de 27 anos que chegou proveniente da Real Sociedad e estabeleceu um contrato válido até 2022. A sua transferência envolveu um valor a rondar os 15 milhões de euros.

Boas Apostas!