O futuro de Dani Alves não passa pela Juventus. Após uma época de sucessos em que conquistou o “scudetto”, a Copa de Itália e foi finalista vencido da Liga dos Campeões com o emblema de Turim, o brasileiro deverá rumar a outras paragens. O Manchester City surge como provável destino para o lateral.

Foto: "REUTERS/Giorgio Perottino"

Foto: “REUTERS/Giorgio Perottino”

A publicação italiana “Tuttosport” garante que Dani Alves vai deixar de vestir a camisa dos “bianconeri”. Diretoria do clube e jogador chegaram a um acordo para rescisão amigável do acordo, situação que deverá ser comunicada nas próximas horas pelo próprio clube. Assim, o lateral brasileiro passa a ser jogador livre, ficando liberado para assinar por qualquer time. Segundo a mesma fonte, as declarações recentes de Dani Alves em que aconselha Pablo Dybala a trocar de clube caíram mal junto da direção do clube juventino.

Seu percurso no futebol italiano foi bem curto, uma vez Dani Alves tinha chegado à Juve no início da temporada. Utilizado com regularidade por Massimiliano Allegri (participou de 33 jogos), suas caraterísticas encaixavam bem no esquema do time de Turim, assumindo um papel importante no desempenho da equipa durante a ponta final da época. Aos 34 anos, Dani Alves vai optar por um novo desafio e o Manchester City surge como destino provável.

Reencontro com Guardiola?

O catalão Pep Guardiola, atual técnico do Manchester City, orientou Dani Alves no Barcelona, clube que o brasileiro deixou no final da temporada 2015/16. As qualidades do brasileiro são naturalmente apreciadas pelo técnico dos “Citizens” e o clube não terá problemas em satisfazer as pretensões salariais do jogador. O portal “Goal” avança que o jogador terá exigido um valor na ordem dos 4,8 milhões de euros por temporada, estando em cima a da mesa a possibilidade de assinar um vínculo válido por duas temporadas. As próximas 48 horas poderão ser decisivas para definir o futuro do jogador que chegou ao futebol europeu para representar o Sevilha, se transferindo para o Barcelona em 2008.

Alex Sandro gera preocupação

Na lateral contrária, a situação de Alex Sandro também gera preocupação junto da diretoria. O brasileiro tem sido muito assediado e a imprensa italiana escreve que a primeira proposta apresentada pelo Chelsea – 60 milhões de euros, cerca de R$ 220,9 milhões – terá sido recusada pelos responsáveis da Juventus, empenhados em manter o jogador no elenco às ordens de Massimiliano Allegri. No entanto, Beppe Marotta, diretor geral da “Vecchia Signora”, admite que a decisão final compete a Alex Sandro, “senhor de si mesmo”. A Juventus já terá apresentado uma proposta de renovação com revisão salarial, hipótese que o jogador estará a estudar.

Caso a saída de Alex Sandro, também se concretiza, a “Gazzetta dello Sport” revela que o “target” está definido pela diretoria da Juve: Mattia De Sciglio, internacional italiano que pode atuar por ambas as laterais, caraterística que agrada.

Boas Apostas!