Insólito! A pouca paciência de proprietários e diretorias no mundo do futebol é bem conhecida, porém, a chefia dos ingleses do Birmingham se arrisca a bater recordes. A notícia da contratação de Garry Monk até poderia ser uma notícia a passar bem despercebida, não estivéssemos a falar daquele que é nada mais nada menos que o 5º treinador do clube em… 15 meses.

Foto: "AMA/Sam Bagnall"

Foto: “AMA/Sam Bagnall”

A diretoria encabeçada por Carson Yueng não vai de modas. Se os resultados não estão de acordo com as ambições do clube, a tolerância é pouca ou nenhuma e a cabeça do técnico costuma rolar rapidamente. Nos últimos 15 meses, o time que disputa o Championship, segundo escalão inglês, foi orientado por nada mais nada menos que cinco técnicos e nenhum deles a título interino. O último técnico a cair antes da chegada de Monk foi Steve Cotterill, adjunto de Harry Redknapp que havia assumido os destinos do time a tempo inteiro, sucumbindo agora aos maus resultados. A imprensa britânica escreve que os principais motivos para a impaciência que tem marcado a atuação da diretoria nesses meses estão associados à incapacidade de o time alcançar bons desempenhos apesar das avultadas verbas gastas sobretudo por Gianfranco Zola e Harry Redknapp, dois dos treinadores que integram esse lote de cinco nos últimos 15 meses. Cotterill, herdeiro de Redknapp, não resistiu a uma série de seis derrotas de modo consecutivo, a última delas no sábado frente ao Nottingham Forest por dois a um. Se, por um lado, a subida de produção registada em janeiro ainda permitiu crer que o técnico terminaria a temporada no Birmingham, a série que o time atravessa acabou por deitar tudo a perder, ditando o fim da ligação entre o clube e Cotterill.

Nesse momento, a situação do Birmingham é tudo menos positivia e o time se encontra na antepenúltima posição da pauta classificativa com apenas 30 pontos em 35 duelos disputados, se situando dois abaixo da linha de perigo ainda que tenha mais um compromisso disputado que o Barnsley. A próxima rodada, agendada para o final de semana que se avizinha, vai opor o Birmingham ao Cardiff City, nada mais nada menos que o segundo colocado da tabela, em posição de acesso à Premier League da próxima temporada

Garry Monk

Jovem treinador de 38 anos, até há bem pouco tempo foi possível ver Garry Monk nos gramados, uma vez que só “pendurou as chuteiras” na temporada 2013/14, após vários anos ao serviço do Swansea. Nessa mesma época, o técnico natural de Bedford assumiu o time e aí permaneceu durante três temporadas, sendo despedido na época 2015/16. Após ter passado pelo Leeds United, Garry Monk chegou a orientar o Middlesbrough nessa temporada, acabando por deixar o clube. Em Birmingham, vai ter mais um duro teste às suas capacidades, tentando resistir à impaciência da diretoria do emblema.

Boas Apostas!