Nem sempre bem jogado, mas muito disputado. Assim foi mais uma edição do “derby della Madoninna” entre AC Milan e Inter de Milão, rivais que se encontraram nas quartas da Copa de Itália. No final dos 120 minutos, sorriram os “rossoneri”, apurados graças a um gol do jovem atacante Patrick Cutrone.

Foto: "AP"

Foto: “AP”

Até que enfim, Gattuso! O atual técnico milanês, um ícone do clube, deu a primeira grande alegria à sua fervorosa torcida ao vencer o “derby” da cidade e avançar para as semis da Copa de Itália. Na partida disputada na noite de quarta-feira (27), a emoção sobrepôs-se à razão durante largos minutos. O jogo nem sempre foi bonito, fica uma imagem pálida do futebol praticado por ambas as equipas, mas não faltou entrega no relvado de San Siro.

O primeiro grande momento da noite pertenceu ao Inter de Milão Instantes depois de ter visto Handanovic negar o golo milanês, em um escanteio batido ao segundo poste, Perisic apareceu junto da linha de gol e empurrou para dentro da baliza à guarda de Antonio Donnarumma – irmão mais velho de “Gigi” que assumiu a titularidade. Após e ter soltado a celebração nas arquibancadas, o juiz da partida recorreu ao vídeo-árbitro e anulou o gol, permanecendo o nulo no marcador. Mal se sabia que esse seria o único gol – ainda que invalidado – no tempo regulamentar do desafio. Donnarumma fez pelo menos mais duas grandes intervenções no segundo tempo e o AC Milan esteve muito perto de desfazer o zero a zero por intermédio de Bonaventura, mas o meia falhou o alvo. A segunda parte foi melhor que a primeira em termos de futebol jogado e se notou um crescimento do AC Milan, mais “à vontade” que no primeiro tempo do desafio.

A decisão ficou adiada para a prorrogação e a verdade é que a solução estava no banco de reservas do AC Milan. Patrick Cutrone, uma das boas sensações do time “rossonero”, foi lançado a 15 minutos do apito final. Ao 14º minuto da prorrogação, o jovem atacante atirou para o gol e carimbou o passaporte do seu time para as semis da Copa de Itália, marcando encontro com a Lazio. O Inter, atónito perante o gol sofrido, não demonstrou nos restantes 15 minutos que poderia dar a volta ao rumo dos acontecimentos e foi com naturalidade que os homens de Gattuso conquistaram a primeira vitória na atual era. O primeiro grande sucesso de Gattuso desde que assumiu os destinos da equipe principal.

Para o Inter, ainda que estejamos a falar de um “derby”, se confirma o cenário de “queda livre”. Após 17 jogos oficiais sem derrotas, a equipe “nerazurra” já vai em três partidas só com derrotas.

Boas apostas!