A noite de quinta-feira (9) ficou marcada pela realização dos dois primeiros jogos do “play-off” de apuramento para a Copa do Mundo 2018. Em Zagreb, a Croácia impôs-se categoricamente frente à Grécia ao vencer por quatro bolas a uma, enquanto a Suíça triunfou em Belfast pela margem miníma.

Vatreni a todo o gás

Foto: "HNS"

Foto: “HNS”

A seleção da Croácia não chances à congénere croata nesse jogo de ida do derradeiro “play-off” europeu de acesso à fase final do campeonato do mundo. A equipa “vatreni” goleou a turma helénica por quatro bolas a uma, conquistando uma vantagem muito prometedora antes da visita a Atenas para a disputa do encontro que vai decidir quem segue para a fase final do campeonato do mundo.

À procura da segunda presença consecutiva em uma fase final do campeonato do mundo, a Croácia entrou a todo o gás no desafio e aos 20 minutos já vencia por duas bolas a zero com golos de Modric (pênalti) e Kalinic, com a Grécia a encurtar a distância para dois a uma graças a um gol de Papastathopoulos à meia hora. Ivan Perisic encarregou-se de aumentar para três a um antes do intervalo e Andrej Kramaric fez o quatro a um a abrir o segundo tempo. Satisfeitos com o resultado, os comandados de Zlatko Dalic se limitaram a controlar o jogo, sendo que a formação visitante nunca demonstrou real capacidade para reentrar na discussão do resultado. Só um milagre poderá levar a Grécia, campeã da Europa em 2004, à fase final da Copa do Mundo da Rússia, necessitando de vencer por três ou mais golos de diferença no próximo domingo.

Suíços vencem em Belfast

O Windsor Park, na Irlanda do Norte, assistiu a uma vitória tangencial da Suíça (0-1) em um desafio com polêmica à mistura. Aos 13 do segundo tempo, o árbitro romeno Ovidiu Hategan apontou para a marca da grande penalidade após uma alegada infração de Corry Evans (mão na bola) dentro da área – o visionamento das imagens demonstra que a falta foi cometida fora da área. Indiferente a isso, Ricardo Rodríguez, jogador do AC Milan, não desperdiçou a soberana oportunidade de dar vantagem à sua seleção e fez o único gol do seu time, carimbando o triunfo por uma bola a zero e garantindo uma vantagem muito prometedora por ter sido conquistada fora de portas e simultaneamente por ter conseguido manter a sua baliza “a zeros”. A seleção da Irlanda do Norte precisa de vencer na Suíça se quiser marcar presença na fase final de uma Copa do Mundo, algo que não acontece há mais de três décadas.

“Play-off” continua hoje

Esta sexta (10) fica marcada pela realização de mais um encontro. Estocolmo, capital sueca, assiste à partida entre a seleção local e a Itália. Amanhã, sábado (11), também há futebol no norte da Europa com o embate entre Dinamarca e República da Irlanda.

Boas Apostas!