As seleções de Croácia e Suíça carimbaram seus passaportes para a fase final da Copa do Mundo 2018 na noite de domingo (12), deixando para trás as congéneres da Grécia e da Irlanda do Norte. Restam quatro vagas para o quatro completos de apurados ficar conhecido.

Foto: "AP Photo/Yorgos Karahalis"

Foto: “AP Photo/Yorgos Karahalis”

A Croácia viajou até ao estádio do Pireu, em Atenas, sabendo que só uma hecatombe a poderia afastar da Copa do Mundo da Rússia. A vitória esclarecedora na partida de ida por quatro bolas a uma conferia grande tranquilidade ao time “vatreni” na hora de abordar o duelo decisivo. Apesar da pressão inicial, os gregos não foram capazes de superar Subasic. O fato de o time helénico não ter conseguido chegar ao gol desde cedo aumentou o nervosismo e tirou esclarecimentos aos seus jogadores que, para seguirem em frente, precisariam de vencer no mínimo por três a zero. Ainda que “encostada” a uma vantagem de quatro a um, a equipe croata não se deu a relaxamento e soube gerir a partida, terminando sem mácula e marcando uma vez mais presença em uma fase final de uma Copa do Mundo.

Após a polêmica derrota na primeira mão, em Belfast, por uma bola a zero, os fervorosos e animados torcedores da Irlanda do Norte encheram as ruas de Basileia, ignorando a chuva que caía em solo suíço. No campo, quem teve motivos para celebrar foram os locais, embora os 90 minutos tenham sido de tudo menos festa. A vantagem miníma não conferia grande tranquilidade à equipe helvética e a verdade é que a Irlanda do Norte ameaçou mesmo chegar ao gol, sobretudo durante o segundo tempo, colocando Yann Sommer em estado de alerta. Os torcedores que marcaram presença nas bancadas do St. Jakob Park só puderam suspirar de alívio aquando do apito final, celebrando o apuramento para a Copa do Mundo da Rússia.

Quatro lugares em discussão

Na noite desta segunda-feira (13) será conhecido mais um apurado da zona europeia. Em Milão, a Itália recebe a Suécia e precisa de dar a volta ao resultado desfavorável de Estocolmo (1-0), caso contrário falhará sua primeira fase final de uma Copa do Mundo desde 1958.

Amanhã, terça-feira (14), é a vez de República da Irlanda e Dinamarca se enfrentarem em Dublin, isso depois de terem empatdo sem gols em Copenhaga.

À imagem do que aconteceu entre irlandeses e dinamarqueses, também se registaram nulos nos outros dois “play-offs” que seguem em aberto: OFC x CONMEBOL e CONCACAF x AFC. Em Sydney, a Austrália recebe a congénere hondurenha à procura de um resultado que permita estar novamente entre as melhores seleções do mundo. Já em Lima, capital peruana, o time local quer confirmar o favoritismo que possui nessa eliminatória com a Nova Zelândia, campeã da Oceânia.

Boas Apostas!