Poucos dias depois de ter sido dado o pontapé de saída oficial na UEFA Nations League, nova prova de seleções organizada pela entidade que tutela os destinos do futebol europeu, eis que surge a possibilidade de ser introduzida uma terceira competição continental destinada a clubes.

Foto: "UEFA"

Foto: “UEFA”

Tanto a Liga dos Campeões – correspondente à Libertadores – e a Liga Europa – equivalente à Copa Sudamericana – dispensam apresentações para o torcedor comum. A “Champions” reúne a elite do futebol europeu com 32 times, a Liga Europa é normalmente disputada por 48.

Ora, nessa terça-feira (11), a imprensa internacional aborda a possibilidade de a UEFA avançar para a criação de uma terceira competição europeia, com impacto direto na Liga Europa. Essa possibilidade foi colocada sobre a mesa por Andrea Agnelli, italiano que acumula as funções de presidente da Juventus com as de terceiro vice-presidente do Comité das Competições de Clubes e membro do Comité Executivo da UEFA.

Nesse momento, está em decurso uma assembleia geral organizada pela Associação Europeia de Clubes na Croácia. Em declarações à imprensa, Agnelli terá dito que apesar de carecer de confirmação – falta aprovação do Comité Executivo – estará sobre a mesa a possibilidade de ser criada uma terceira competição europeia com o intuito de alargar o lote de clubes participantes nas competições europeias para 96, alteração que, a confirmar-se, surtirá efeito na temporada 2021/2022.

Agnelli não adiantou mais pormenores, mas tanto em Itália como na Alemanha se escreve que a introdução dessa nova prova terá implicações no modelo da Liga Europa que, ao invés de ser disputada por 48 times, começaria a ser jogada por 32, com os 16 restantes a se juntarem a outros tantos nessa nova competição que, para já, carece de “naming” oficial.

Alterações continuam

A UEFA tem promovido algumas alterações em seus modelos competitivos. Depois de ter aumentado o número de seleções a concurso no Euro 2016, introduziu a Liga das Nações, prova cujo objetivo passa por reduzir o número de jogos amigáveis e permitirá apurar desde já quatro seleções para a fase final do Euro 2020, duas delas das Ligas C e D, em teoria com hipóteses reduzidos no modelo clássico do apuramento. O Euro 2020 também terá novidades: a competição será disputada por vários pontos da Europa, ao invés de se investir na organização concentrada por parte de uma ou duas nações.

Boas Apostas!