Grande ídolo da torcida corintiana, o ex-jogador José Ferreira Neto, mais conhecido apenas como Neto, falou recentemente sobre a possibilidade de assumir a presidência da equipe paulista em um futuro não muito distante. O anunciou foi feito pelo próprio Neto durante um programa de televisão, onde o ex-meio-campista afirmou que concorrerá ao cargo de presidente do Timão daqui a cinco anos. “A verdade é que eu estou me preparando para ser presidente do Corinthians”, afirmou Neto. Porém, o ex-jogador ainda lembrou que possui um contrato com a Rede Bandeirantes, onde trabalha como apresentador e comentarista. “Eu tenho contrato com o Grupo Bandeirante até agosto de 2018. Gostaria de renovar até 2020, se possível, ficaria muito feliz”, afirmou Neto, que logo concluiu afirmando ser candidato a presidência em 2021. “Eu sou candidato a presidência do Corinthians em 2021”. Quando perguntado sobre se gostaria de descansar depois do fim do seu contrato com a Bandeirantes, Neto afirmou que seu descanso será do futebol e de ser comentarista e apresentador.

Atualmente, Roberto de Andrade ocupa o cargo de presidente do Timão, tendo sido eleito em 2015 contando com o apoio do agora deputado federal Andrés Sanchez e de Mário Gobbi, ambos ex-presidentes do Corinthians. Com esse mandato, Roberto de Andrade permanecerá no comando da diretoria corintiana até 2018, quando se encerram os três anos do mandato de presidente no Corinthians.

Críticas à Andrés Sanchez

Neto e Andrés Sanchez.

Neto e Andrés Sanchez.

No mesmo programa em que anunciou sua candidatura a presidência do Timão, Neto falou também sobre Andrés Sanchez, ex-presidente do Corinthians que atualmente é deputado federal. Amigos de longa data, o Craque Neto fez duras críticas ao seu ex-amigo Andrés Sanchez, afirmando que esse não é o Andrés que ele conheceu. “A minha decepção com o Andrés é tão grande porque fui amigo do Andrés, tão solidário a ele. Ele me decepcionou porque todas as pessoas que o ajudaram, ele excluiu. Todos os amigos de fé, ele excluiu. As pessoas que poderiam fazer parte de um time forte para ele, ele excluiu. Esse não é o Andrés que conheci, que eu amava. Ele ficou tão intragável nas suas entrevistas, no comportamento como dirigente, de superioridade em relação aos outros seres humanos, que minha decepção e digna de pena dela, porque ele não é assim”, afirmou Neto quando perguntado sobre o seu relacionamento atual como o ex-dirigente do Corinthians.

Como resposta, o deputado Andrés Sanchez emitiu uma nota oficial através da sua assessoria de imprensa lamentando a fala de Neto, afirmando que também tem decepções com o ex-jogador e afirmando que não são mais amigos. “Lamento que o Neto pense assim. Eu também poderia dizer que ele mudou muito. Mas prefiro não falar de minhas decepções com ele. Dizer não para as pessoas e colocar limites no que elas querem, faz perder amigos, mas assim consigo manter minha consciência tranquila. Quando os amigos dele sumiram, no momento mais complicado da vida dele, ele sabe bem o que fiz por ele. Éramos mais que amigos, mas como ele mesmo disse, não somo mais, vamos em frente”, rebatou Andrés.

Ídolo no Corinthians

Neto jogando pelo Corinthians contra o Palmeiras.

Neto jogando pelo Corinthians contra o Palmeiras.

José Ferreira Neto, ou apenas Neto, passou por muitos clubes durante sua carreira como meio-campista, começando no Guarani, depois passando por São Paulo, Palmeiras, Atlético Mineiro, Santos, e outros. Porém, foi no Corinthians que o jogador se tornou um ídolo, conquistando muitos títulos e tornando-se o “xodó da Fiel”. Sua primeira passagem no Timão foi em 1989 e logo no ano seguinte foi um dos principais jogadores na campanha campeã do Campeonato Brasileiro de 1990, o primeiro título da competição conquistado pelo Corinthians. Além dessa conquista, Neto venceu também na sua primeira passagem pelo Timão a Supercopa do Brasil em 1991, a Taça Invictos de 1990, o Troféu Centenário de 1991 e o Triangular de Goiânia de 1989. Já na sua segunda vinda ao Corinthians, o meio-campista novamente teve bons desempenhos e resultados, conquistando o Troféu Ramón de Carranze em 1996 e o Campeonato Paulista de 1997. Durante as duas vezes que defendeu o Corinthians, Neto disputou 227 partidas, conseguindo 104 vitórias, 74 empates e 49 derrotas, além de 80 gols marcados.

Devido ao bom histórico com a equipe paulista, o Craque Neto afirmou que pretende ser o primeiro ex-jogador que fará sucesso também como presidente de uma grande equipe no Brasil. “Vou me preparando para lá na frente, quem sabe, ser o primeiro ex-jogador a fazer sucesso aqui no Brasil como presidente de time grande”, afirmou Neto em seu Facebook.

Boas Apostas!