Costa Rica e Estados Unidos são as primeiras nações apuradas para as semifinais da Gold Cup 2017. As duas seleções se defrontam na semifinal agendada para o próximo sábado, no Texas. Esta noite, a Jamaica enfrenta o Canadá e o México defronta as Honduras.

Infelicidade de Godoy

Foto: "CONCACAF"

Foto: “CONCACAF”

A eliminatória entre Costa Rica e Panamá prometia ser uma das mais equilibradas da Gold Cup 2017 e a expetativa se cumpriu. Uma infelicidade de Godoy, jogador do Panamá que marcou na própria baliza ao minuto 77, acabou por definir o encontro a favor da seleção da Costa Rica, teoricamente favorita a garantir o acesso à entrada para este duelo. Os eleitos de Óscar Ramírez seguraram a vantagem miníma no último quarto de hora da partida e asseguraram o regresso às meias-finais da Gold Cup 2017, etapa da prova em que não marcavam presença desde 2009. O  gol contra que definiu a eliminatória surgiu contra a corrente da partida, uma vez que  era o Panamá quem se exibia em melhor plano. O azar panamiano não se restringiu ao gol contra de Godoy e, antes disso, o time já tinha perdido Miguel Camargo e Gabriel Gómez por lesão.

A formação da Costa Rica volta a estar em bom plano na sua confederação, isto depois de ter mostrado as suas qualidades na última edição do campeonato do mundo, em 2014. De resto, esta equipa continua a contar com os serviços de vários jogadores que marcaram presença na competição que foi disputada no Brasil.

Estados Unidos em versão “light” eliminam El Salvador

Mesmo sem contar com alguns rostos habituais que já se encontram ao serviço dos respetivos clubes europeus para o cumprimento de trabalhos de pré-temporada, a seleção dos Estados Unidos dá continuidade à sua caminhada rumo à final. Depois de ter vencido o grupo B com os mesmos sete pontos que o Panamá, a equipa estadounidense sentiu poucas dificuldades para levar a melhor sobre a modesta congénere de El Salvador no estádio Lincoln Financial Field, em Philadelphia. Um golo de Omar González abriu o ativo aos 41 minutos e, aproveitando o momento de menor concentração por parte do adversário, a seleção dos Estados Unidos aumentou a contagem nos acréscimos do primeiro tempo, graças a um gol da autoria de Eric Lichaj. O marcador não mais voltou a mexer e os pupilos de Bruce Arena garantiram o acesso às semifinais, etapa da prova que a equipa americana marca presença de forma ininterrupta desde a edição de 2002. Em 2015, caiu nas semis às mãos da Jamaica, caindo para o jogo de atribuição de 3º e 4º lugares que perdeu frente ao Panamá.

Jamaica – Canadá; México – Honduras

Favoritismo repartido à entrada para a primeira semifinal desta quinta-feira, entre Jamaica e Canadá. As duas seleções apresentam argumentos suficientes para seguir em frente e os “reggae” boys” querem repetir a boa campanha rubricada em 2015.

Já na eliminatória entre México e Honduras, o campeão em título é favorito. Seria um escândalo ver “La Tri” ficar pelo caminho frente à frágil seleção hondurenha, equipa que marca presença nesta etapa da prova muito por culpa da penalização aplicada à Guiana Francesa.

Boas Apostas!