Enquanto no Brasil se inicia mais uma edição do Brasileirão, na Europa, a maioria dos campeonatos caminham para seu termo. Na Reino da Dinamarca, o Copenhaga, emblema que é presença assídua nas provas europeias, selou a conquista do título no final de semana ao vencer o Brondby por três bolas a duas.

Foto: "Liselotte Sabroe / Ritzau Scanpix"

Foto: “Liselotte Sabroe / Ritzau Scanpix”

Ainda faltam três jornadas para o fim do “play-off” da Alka Superliga 2018/19, mas os fogos já se soltaram na cidade de Copenhaga, capital da Dinamarca. Um ano depois de ter perdido o título de campeão daquele território para o Midtjylland, o Copenhaga voltou a colocar as mãos no troféu, nesse caso, o 14º do seu palmarés em solo nacional.

O time comandado pelo norueguês Stale Solbakken subiu ao gramado do Telia Parken sabendo que uma vitória permitiria celebrar desde logo a conquista do troféu. Apesar de até se ter visto em desvantagem logo aos seis minutos do primeiro tempo, o Copenhaga precisou apenas de outros tantos para dar a volta ao placard com gols de Robert Skov e Dame N’Doye. Uma infelicidade de Denis Vavro, que introduziu a bola no próprio gol, fez com que o encontro ficasse igualado novamente, mas Rasmus Falk, aos 19 do segundo tempo, permitiu aos donos da casa passarem novamente para a frente, ficando a menos de meia hora de selar a conquista do título dinamarquês de futebol. A festa se iniciou de imediato no Telia Parken e nem foi preciso esperar o resultado do agora anterior campeão Midtjylland na visita ao reduto Odense que terminaria com vitória dos donos da casa por três a um. A três rodadas do fim do “play-off”, o Copenhaga lidera com 82 pontos, mais 14 que o Midtjylland. De resto, o percurso do novo campeão nessa ponta final está a ser arrebatador, com nada mais nada menos que sete vitórias em outros tantos jogos, 14 gols marcados e somente três sofridos.

Nos três compromissos que faltam, Solbakken deverá aproveitar para proceder a várias alterações no time, pelo que apostar no Copenhaga poderá acarretar algum risco. Na próxima rodada, agendada para dia 12, o Copenhaga viaja precisamente até o terreno do Midtjylland, anterior campeão.

Copenhaga cimenta estatuto

Ao selar a conquista da Superliga dinamarquesa 2018/19, o Copenhaga cimentou seu estatuto de maior campeão do país. O emblema outrora denominado KB, designação com a qual conquistou 15 títulos entre 1912 e 1980, já leva 14 troféus alcançados desde que responde pelo nome atual. O primeiro foi conquistado em 1992/93.

O Brondby segue sendo o segundo emblema que mais vezes alcançou o sucesso na prova com um total de dez vitórias no escalão máximo do futebol dinamarquês.

Boas apostas!