Na briga pelo “Scudetto”, a AS Roma contratou o meia Clément Grenier nessa janela de transferências de inverno europeia. O jogador da base do Lyon abraça seu primeiro projeto fora da França e tenta se relançar no clube da “cidade eterna”. Apostas de risco para o time orientado pelo técnico Luciano Spalletti.

Foto: "AS Roma"

Foto: “AS Roma”

A ida de Clément Grenier para a AS Roma ficou confirmada nesse final de semana. O clube italiano garantiu os serviços do meia de 26 anos por empréstimo até final da temporada, ficando com uma cláusula de opção de compra definitiva na ordem dos três milhões de euros. Para o meia gaulês, essa pode ser a última oportunidade para relançar a sua carreira e recuperar o bom nível quem em tempos o tornou num dos jogadores mais valorizados da França. Duas lesões graves mudaram sua carreira.

O dia 8 de agosto de 2014 ficou marcado pela negativa na vida de Clément Grenier. Uma lesão na virilha obrigou a uma intervenção cirúrgica que deixou o meia fora dos relvados durante 235 dias, até receber o aval para voltar aos relvados, no final de março do ano seguinte. A precisar de recuperar o ritmo competitivo e seu melhor nível, o jogador francês não teve chance de se reafirmar no time do Lyon. A situação da sua carreira se agravou no verão de 2015, com uma fractura femoral que tirou o jogador dos relvados novamente durante mais de 100 dias, até ao penúltimo mês do ano. Na temporada 2015/16, Clément Grenier foi recuperando espaço no time e dando um importante contributo, mas não conseguiu mais ser o jogador que era dado como um dos mais promissores da França sub-19. Essa época, totalizou apenas 77 minutos no time principal do Lyon participando em quatro partidas da Ligue 1, uma da Liga dos Campeões da Europa e outra pata a Taça da Liga. Em Roma, tenta encontrar espaço para se recuperar, depois de ter estado oito anos no clube francês. Se destacou na boa campanha do Lyon na Liga dos Campeões 2009/10 que só terminou nas meias-finais do torneio.

Nova vida em Roma

O segundo turno dessa temporada vai ser essencial para o jogador hoje com 26 anos. As caraterísticas do meia “box-to-box” encaixam naquilo que a AS Roma preciss nesse momento, surgindo como uma alternativa válida ao internacional belga Radja Nainngolan, um dos ídolos da torcida romana. Strootman também entra nessa equação, mas Clément Grenier oferece outro tipo de recursos em termos ofensivos. Sua condição física será determinante para o desempenho no Olímpico da capital italiana e a diretoria sabe disso, de tal forma que não assinou vínculo definitivo com o jogador, preferindo uma cedência. A multa está numa quantia acessível para os cofres romanos.

Nesse domingo, a AS Roma viajou até ao Luigi Ferraris para defrontar o time da Sampdoria e perdeu por três a dois, ainda sem o camisa 7 Grenier na convocatória. A derrota, em conjunto com a vitória da Juventus na casa do Sassuolo, deixou o time romano mais longe da liderança, neste momento a quatro pontos.

Boas Apostas!