O mês de abril vai a meio e ainda nenhum dos principais campeonatos chegou o fim. Ainda assim, os novos campeões vão sendo conhecidos. Manchester City, Paris Saint Germain e PSV Eindhoven fizeram a festa nesse final de semana.

City celebra no sofá

Foto: "Divulgação/Manchester City"

Foto: “Divulgação/Manchester City”

Uma semana depois de ter desperdiçado a chance de ser campeão no campo e frente ao rival Manchester United ao perder por três bola a duas – esteve a vencer por dois a zero -, o Manchester City “soltou os fogos” fora do gramado.

No sábado, em pleno Wembley, o Manchester City soube responder à eliminação da Liga dos Campeões com um triunfo por três bolas a uma frente ao Tottenham, uma das boas equipes do campeonato inglês. O triunfo não permitia celebrar o título no imediato, uma vez que restava aguardar pelo desempenho do Manchester United na receção ao West Bromwich Albion. A expetativa não era elevada no Etihad e se esperava que os “Red Devils” conseguissem vencer a frágil formação do WBA. No entanto, um gol de Jay Rodríguez aos 28 minutos do segundo tempo, o único na tarde de Old Trafford, ditou o triunfo da formação visitante e entregou o título “de bandeja” ao City. Quinto troféu da Premier League para as vitrines do Etihad.

No final da partida, José Mourinho reconheceu que o “City é um justo campeão”.

Massacre no Parc des Princes

Passagem de testemunho no Parc des Princes. Quis o destino que o Paris Saint Germain se sagrasse campeão francês em noite de receção ao AS Mónaco, nada mais nada menos que o time que na última temporada tinha celebrado a conquista do ceptro.

O time comandado por Unai Emery foi avassalador. Antes da meia hora já vencia por quatro a zero e nem o gol de Rony Lopes que encurtou a distância (4-1) fez com que o time parisino abrandasse o ritmo. Na segunda parte, o PSG marcou por mais três vezes e estabeleceu o resultado em sete a um, resultado histórico que selou a conquista do sétimo título da formação “milionária”. Gio Lo Celso (2), Cavani, Di María (2), Draxler e Falcao (própria baliza) contribuíram para a goleada gaulesa.

PSV celebra frente ao rival

O cenário foi bem idêntico em solo holandês. O PSV Eindhoven selou a conquista do título na receção ao Ajax, rival e segundo colocado da tabela classificativa. Uma vitória clara, por três bolas a zero com gols de Gastón Pereiro, Luuk de Jong e Steven Bergwijn foi suficiente para celebrar a conquista da Eredivisie pela 24º vez na sua história. De resto, a formação de Eindhoven celebrou seu terceiro título em quatro temporadas, isso depois na última época ter visto o Feyenoord de Roterdão conquistar a prova.

Boas Apostas!