O namoro não é de agora e está cada vez mais próximo de dar em casamento. O atacante chileno Alexis Sánchez está cada vez mais perto de se tornar jogador do Manchester City, em uma mudança que os “sky blues” querem que seja consumada já em janeiro.

Alexis SánchezAlexis Sánchez termina contrato com o Arsenal em junho deste ano e, por muito boa imagem que tenha no Emirates, já deixou bem claro que não pretende renovar o vínculo que o lugar aos “Gunners”. Esta quarta-feira (9), o jornalista italiano Fabrizio Romano (Sky Sport e The Guardian) escreveu na sua conta oficial no “Twitter” que o Manchester City já chegou a acordo com o jogador internacional pelo Chile, faltando acertar os termos da negociação com o Arsenal para que a transferência se concretize já nesse mês de janeiro.

Após ter rejeitado 45 milhões de euros pelo passe do jogador no último verão, o Arsenal está “entre a espada e a parede”. Alexis não vai renovar seu vínculo ao clube e a diretoria londrina sabe que a intenção do jogador passa por se mudar para o Manchester. Nesse momento, os responsáveis dos “Gunners” têm apenas duas opções: ou aceitam que Alexis Sánchez se transfira já para o Manchester City e têm retorno financeiro (significativamente inferior ao que teriam encaixado no verão) ou desfrutam das qualidades do jogador por mais seis meses e, em junho, Alexis parte sem contrapartidas financeiras. Os “Citizens” querem que a transferência de Alexis se efetive no imediato, mas não consideram gastar mais que 22 milhões de euros para que a mudança se concretize já no primeiro mês do novo ano. Com o jogador, segundo Fabrizio Romano, o único aspeto contratual que falta acertar diz respeito à duração do contrato. No que toca a valores, Alexis Sánchez deverá auferir um salário a rondar os 15 milhões de euros anuais, recebendo um prémio de assinatura no valor de 34 milhões de euros. Resta saber de que forma reagirão os homens da capital a esta investida “Citizen” para fechar a contratação de Alexis no imediato.

Alternativas a Alexis

Independentemente da altura em que se concretize, a saída de Alexis Sánchez é um dado adquirido e, como tal, o Arsenal já estuda alternativas para a vaga do chileno. Thomas Lemar, jogador do AS Mónaco que esteve muito perto de chegar ao Emirates, é uma das hipóteses que, segundo a imprensa inglesa, continua em cima da mesa. Sempre atento aos talentos que despontam no seu país de origem, Arséne Wenger também está de olho em Nabil Fekir, internacional francês que está de volta ao seu melhor nível com a camisa do Lyon. Pierre-Emerick Aubameyang, jogador que recentemente renovou seu contrato com o Borussia Dortmund, parece ser um sonho impossível.

Boas Apostas!