Demitido. Paulo César Carpegiani já não é treinador do Coritiba. Os maus resultados nesta etapa inicial de 2017 abriram a porta da saída ao técnico brasileiro.

Paulo César Carpegiani, técnico do Coritiba.

Paulo César Carpegiani, demitido do Coritiba.

O desempenho negativo do Coritiba nesse início de temporada resultou no despedimento do técnico Paulo César Carpegiani. Os responsáveis do clube optaram por prescindir dos serviços do técnico na sequência do afastamento da Copa do Brasil, consumada no final da última semana. O “Coxa” perdeu para o modesto ASA por dois gols sem resposta no Couto Pereira e caiu ainda na segunda fase, para desilusão da torcida e da diretoria que alimentava esperanças quanto à participação nessa competição.

Numa altura em que o despedimento de Claudio Ranieri do Leicester tem sido muito discutido, dividindo o mundo do futebol em dois, a situação de Carpegiani merece-nos um olhar desse ponto de vista, salvaguardando as enormes diferenças entre as metas alcançadas por um e por outro. Se, por um lado, os “românticos” defendem que Ranieri não deveria ter sido despedido pelo feito que conseguiu na época passada, um olhar mais desapaixonado aborda o despedimento do treinador como uma inevitabilidade em função do mau desempenho do ainda campeão inglês nessa temporada. O caso de Carpegiani pode ser ligado ao de Ranieri, na medida em que o brasileiro aceitou retornar a “Coxa” numa altura em que o time lutava com dificuldade pela manutenção entre a elite, foi capaz de segurar a equipe paranaense no principal escalão, mas acabou por ser vítima deste mau início de temporada, relativizando a questão da “gratidão” que em futebol, como se sabe, tão facilmente pode ser esquecida. Segundo os dados do “Transfermarkt”, Carpegiani deixa o clube com sensivelmente 45 por cento de aproveitamento, uma vez que em 32 jogos, venceu 11, empatou dez e perdeu outros onze. Vale lembrar que o técnico chegou ao “Coxa” em agosto, em pleno decurso do Brasileirão, substituindo Gilson Kleina. O bom trabalho do técnico fez com que o clube se livrasse de uma situação de aperto nas últimas rondas, se resolvendo quanto à permanência o quanto antes. A situação levou a direção a acionar a cláusula de renovação do contrato por mais uma temporada, acordo que agora chega ao fim.

A demissão do técnico foi confirmada em vésperas do Atletiba, marcado para quarta-feira. Ainda sem certezas quanto ao sucessor, a assessoria do clube garantiu que o time vai ser orientado pela comissão técnica permanente nos próximos dias, uma vez que a diretoria ainda estuda a melhor solução para o futuro. Nesse momento, a imprensa brasileira cogita nomes como os de Jorginho e Marcelo Oliveira, com Levir Culpi a surgir atrás destes dois por não apresentar grande interesse em orientar o Coritiba. Em uma enquete que está sendo promovida pelo GloboEsporte acerca do despedimento de Carpegiani, esta manhã, mais de 70 por cento dos inquiridos revelaram discordar da saída do técnico nesse momento.

Boas Apostas!