As oitavas da FA Cup 2017/18 arrancaram sem direito a surpresas. Jogam em seus domínios, Chelsea e Leicester garantiram o acesso à fase seguinte da Copa, aguardando agora para conhecer os adversários das quartas.

Foto: "Chelsea FC"

Foto: “Chelsea FC”

Antonio Conte caminha sobre brasas e sabe que sua margem de erro é inexistente. No “ensaio geral” antes do primeiro confronto com o Barcelona pelas oitavas da Liga dos Campeões, a “orquestra” orientada pelo italiano teve uma boa prestação na receção ao Hull City, dando sequência à vitória que tinha conquistado ante o West Browmich Albion no início da semana.

Sem dar hipótese de retaliação ao adversário, o Chelsea cedo começou a construir uma goleada que terminaria em quatro a zero, isso com um resultado totalmente construído nos primeiros 45 minutos. Frente a uma formação dos “Tigers” que luta por se segurar no Championship, o Chelsea passou para a frente logo aos dois minutos graças a um gol de Willian. Pedro Rodríguez aumentou para dois a zero ainda antes da primeira meia hora e, aos 32, seria novamente Willian a fazer o “gosto ao pé”, apontando o segundo gol da conta pessoal e o terceiro dos “Blues” na partida. Ainda antes de os dois times recolherem às cabines para o descanso, foi a vez de Olivier Giroud colocar seu nome entre os marcadores da partida, assinando aquele que foi o primeiro gol com a camisa do Chelsea desde que deixou o rival Arsenal na janela de inverno. Para a etapa complementar, Antonio Conte promoveu algumas alterações no time, lançando dois jovens da base do clube de Stamford Brdige: Callum Hudson-Odoi (17 anos) e Kyle Scott (20 anos). O Hull City, time que contou com brasileiro Evandro entre os titulares, teve sua oportunidade para marcar na covnersão de uma grande penalidade aos seis do segundo tempo, mas o irlandês David Meyler permitiu a defesa ao argentino Willy Caballero.

“Déjà vu” no King Power

A outra partida disputada na noite de sexta-feira válida pelas oitavas da FA Cup colocou frente a frente o Leicester e o Sheffield United, time que tal como o Hull City também disputa o Championship. O técnico francês Claude Puel não se deu a grandes poupanças na hora de escolher o onze inicial e reintegrou Riyah Mahrez entre os titulares, isso depois de o argelino já ter participado do confronto com o Manchester City na última rodada. Ao minuto 21 do segundo tempo, euforia e saudosismo se misturaram nas arquibancadas do estádio King Power: o Leicester passou para a frente do marcador com um gol apontado por Jamie Vardy e assistido por… Riyah Mahrez. Uma autêntica reedição de um quadro tantas vezes pintado ao longo da história temporada 2015/16 que culminou com a conquista da Premier League por parte dos “Foxes”.

Nesse sábado se disputam mais quatro partidas das oitavas da FA Cup com destaque para o Huddersfield Town – Manchester United.

Boas Apostas!