A diretoria da Chapecoense aceitou o convite endereçado pelo Benfica para participar na Eusébio Cup 2017. O time brasileiro vai estar em Lisboa no dia 22 de julho para discutir o troféu amistoso com o emblema português.

Foto: "Global Imagens"

Foto: “Global Imagens”

Criada em 2008 como forma de homenagem a Eusébio da Silva Ferreira, lendário jogador do Benfica, a Eusébio Cup é um troféu amistoso que se disputa anualmente durante a pré-temporada europeia, a um só jogo,  habitualmente no estádio da Luz. Até hoje, só o São Paulo visitou a capital portuguesa para discutir o troféu, em 2013, vencendo por dois a zero. Inter de Milão, AC Milan, Arsenal ou Real Madrid são outros dos emblemas que já disputaram o troféu que homenageia o “King”.

Segundo a imprensa portuguesa, a Chapecoense aceitou o convite do Benfica para a edição de 2017, valendo lembrar que o clube português foi um dos que se disponibilizou para auxiliar o time aquando da ocorrência da tragédia, em novembro de 2016, num incidente que vitimou 71 pessoas que voavam para Medellín no charter da LaMia. A edição desta sexta-feira do diário desportivo “Record” revela que Plínio Filho, presidente do clube, aceitou por bem marcar presença no desafio, mesmo tendo em conta o calendário apertado da Chapecoense nessa fase da temporada, em pleno decurso do Brasileirão.

Na última edição, os responsáveis do Benfica já tinham optado por dar uma dimensão mais humanista ao troféu, convidando o Torino, emblema italiano com quem o time português mantém uma ligação desde 1949, curiosamente também por conta de um desastre aéreo. A tragédia de Superga se deu a 4 de maio de 1949, quando o time do Torino, um dos melhores que o futebol italiano alguma vez conhecey, regressava a casa depois de ter estado em Lisboa para participar em um amistoso de homenagem a Francisco Ferreira, capitão dos “encarnados”. Os 31 tripulantes do voo faleceram quando o avião embateu na Basílica de Superga, em uma tragédia que não teve nenhum sobrevivente. A 22 de julho, nas bancadas da Luz, certamente se ouvirá o famoso “Vamos, vamos Chape”, tantas vezes repetido nas arquibancadas europeias em homenagem a todos os que perderam a vida na tragédia. De resto, o desafio ficará marcado pelo retorno do goleiro Artur Moraes a uma casa que tão bem conhece. O reforço da Chape para essa temporada esteve na Luz entre as épocas 2011/12 e 2014/15, se sagrando campeão português em duas ocasiões.

Boas Apostas!