A reconstrução da Chapecoense após a tragédia de Antioquia continua a estar na ordem do dia. Depois de ter rejeitado a imunidade à descida de divisão, a diretoria do emblema Catarinense continua preparando a participação no Brasileirão 2017. Luís Manuel Seijas é o alvo que se segue.

Foto: "meridiano.com"

Foto: “meridiano.com”

Envolvida na fase de grupos da Libertadores e na discussão da Recopa sul-americana enquanto briga pelo Estadual, a Chapecoense se prepara para o grande desafio da temporada: O Brasileirão 2017. Apostada em garantir a manutenção na elite, a diretoria tenta munir o elenco das melhores armas e é nesse sentido que aponta a Luís Manuel Seijas. O meia do Internacional de Porto Alegre pode se converter no próximo reforço do time Catarinense.

O interesse não é novo e as primeiras notícias surgiram há cerca de um mês, altura em que os responsáveis do clube começaram a considerar a possibilidade de asseguram os serviços do jogador venezuelano. A situação de Seijas com a camisa do Internacional de Porto Alegre faz com que a diretoria Catarinense acredite que o próprio jogador estará interessado em “mudar de ares”. Por agora, segundo a imprensa brasileira, a principal entrave está associada ao elevado salário que o jogador aufere, considerado incomportável para a Chape. Assim, a possibilidade de uma cedência c0m o “Colorado” a assumir uma parte do salário é uma hipótese que não está de modo algum descartado. Esta quarta-feira, o “Diário Catarinense” cita Rui Costa, diretor-executivo da Chapecoense, para provar o interesse do clube: “Estamos conversando”.

Pouco utilizado por Zago

A Chapecoense carece de soluções para o meio-campo. João Pedro e Luiz Antônio têm sido opções, mas não convencem o técnico Vagner Mancini. No Inter, a condição de Luís Manuel Seijas também não é a melhor.

Contratado no ano passado, estabeleceu contrato até junho de 2019 com o time Gaúcho, sendo utilizado com frequência em seus primeiros tempos e acumulando boas atuações. A instabilidade no comando do Internacional prejudicou a sua situação, perdendo espaço no esquema do time até terminar a temporada enquanto reserva, pouco utilizado nas “finais” – participou de três jogos em 15 – em que o Inter tentava evitar uma relegação à Série B que acabou se concretizando. Este ano, com Zago, novo técnico proveniente do Juventude, Seijas não foi bem e a utilização é cada vez menor, algo que desagrada ao meia de 30 anos que conta com a conquista de uma Copa sul-americana no seu curriculum. O antigo internacional pela Venezuela demonstra abertura para “mudar de ares”, tentando se sentir importante de novo. Este ano, participou apenas de seis partidas pelo Internacional de Porto Alegre.

Os dois times aguardam as definições dos respetivos Estaduais para concluírem a negociação. O Internacional enfrenta o Novo Hamburgo na briga pela conquista do Gaúchão, enquanto a Chapecoense tenta revalidar o título de campeã Estadual frente ao time do Avaí. No próximo domingo, ambos os times jogam as partidas de volta dos dois torneios. Pelo meio, o time de Chapecó tem a Libertadores, embora a classificação para a fase seguinte seja bem improvável.

Boas Apostas!