A história do PSG não é tão longa assim – o emblema da capital francesa foi fundado em 1970 -, mas o internacional uruguaio Edinson Cavani garantiu um lugar no “hall of fame” do clube nesse sábado (27). O atacante sul-americano é agora o maior artilheiro da história do clube.

A atual edição da Ligue 1 tem sido um autêntico passeio para o PSG, mais que provável sucessor do AS Mónaco no trono do futebol gaulês. Nesse sábado (27), o time orientado pelo espanhol Unai Emery conquistou mais uma vitória, a 19ª em seu percurso, dessa vez por quatro a zero frente ao Montpellier, no Parc des Princes.

O primeiro gol dessa vitória volumosa por quatro a zero foi marcado por Edinson Cavani, uruguaio que subiu ao gramado motivado pela possibilidade de bater o recorde que anteriormente estava na posse do sueco Zlatan Ibrahimovic. Ao abrir o ativo a favor do time da casa, Cavani fez seu golo número 157 com a camisa dos parisienses.  Em um jogo de sentido único que se tornou em mais uma demonstração de superioridade por parte do PSG, o “placard” terminou em quatro a zero com mais dois gols de Neymar – um deles de pênalti – e outro de Di Maria. No PSG, para além de Neymar, Thiago Silva também foi titular no eixo defensivo, rendido pelo também brasileiro Marquinhos no início do segundo tempo. Hilton, do Montpellier, foi titular no time forasteiro.

Ao seu jogo 229 pelo PSG, Cavani fez o gol 157, em um dos momentos mais altos das quatro temporadas e meia no clube. Zlatan Ibrahimovic abandonou os parisienses com uma média melhor: 156 gols em 180 partidas. O terceiro posto na tabela de artilheiros do clube pertence ao português Pedro Pauleta que fez 109 gols em 212 jogos. Atualmente, Edinson Cavani é o artilheiro máximo da Ligue 1 2017/18 com 21 gols marcados, seguido de perto pelo colega de equipa Neymar (17 gols), jogador que também tem o maior número de assistências nessa edição da prova (11).

Em termos coletivos, Cavani já conquistou três edições da Ligue 1, outras tantas da Copa da França e quatro da Copa da Liga francesa. Nessa temporada, o emblema mandado por Nasser Al-Khelaifi espera melhorar a prestação na Liga dos Campeões da Europa.

Os números do PSG na atual temporada são impressionantes e não têm paralelo nos principais campeonatos europeus: 72 gols marcados em 23 jogos disputados para a Ligue 1 e 17 tentos sofridos. Nesse momento, os atuais líderes têm uma média superior a três gols marcados por encontro.

Boas apostas!