No continente africano, essa dupla jornada internacional é destinada à disputa do apuramento para a Copa das Nações Africanas 2019, prova de seleções mais importante daquele território. De 7 a 30 de junho, 24 seleções estarão a concurso nos Egito. 13 já se encontram apuradas.

NigeriaPara além da seleção do Egito, organizadora da competição, há outras dez seleções já apuradas para a fase final da Copa das Nações Africanas 2019. Senegal, Madagáscar, Marrocos, Mali, Argélia, Nigéria, Guiné Conacri, Costa do Marfim, Mauritânia e Uganda também vão disputar o troféu. De entre os times apurados até então, quatro participaram da fase final da Copa do Mundo 2019, nomeadamente Senegal, Marrocos, Nigéria e Egito.

De entre as equipas que têm o passaporte já carimbado para a fase final da competição, destaque para a Mauritânia, estreante absoluta na prova. Na posição 104 do ranking mundial, o conjunto mauritano assegurou o apuramento no domingo (18) ao vencer na receção ao Botswana por dois a um, naquele que foi o quarto triunfo time em cinco jogos.

O apuramento nigeriano também merece nota de destaque. Cinco anos depois, as “Super Águias” vão voltar a marcar presença na fase final da competição que conquistaram na sua última aparição, em 2013. O empate com a África do Sul (1-1) permitiu selar o acesso a partir do grupo E.

11 vagas em disputa

Os últimos jogos dessa fase de apuramento só se disputarão em março do próximo ano. Burundi, Gabão, Benim, Togo, Gâmbia, África do Sul, Líbia, Quénia, Gana, Etiópia, Zimbabwe, Libéria, República Democrática do Congo, Congo, Costa do Marfim, Angola, Burkina-Faso, Guiné-Bissau, Namíbia, Moçambique, Lesoto, Tanzânia e Cabo Verde seguem com chances de apuramento.

Polêmica em torno da seleção de Serra Leoa

No início desse mês de outubro, a FIFA decidiu suspender a Associação de Futebol de Serra Leoa (SLFA)  devido à intervenção do governo daquele país no desporto. A entidade máxima daquele país decidiu demitir o presidente da SLFA Isha Johansen e o secretário geral Cristopher Kamara. Nesse momento, tanto as seleções como os clubes de Serra Leoa estão impedidos de participar em provas internacionais até que a SLFA prove à FIFA que “a administração, instalações, contas e canais de comunicação estão novamente sob seu controlo”.

Em função da situação, há jogos por disputar no grupo F e a CAF, entidade que gere os destinos do futebol no continente africano, está a decidir se os jogos suspensos serão disputados posteriormente ou se serão cancelados e os adversários da Serra Leoa receberão os três pontos daí resultantes. Quénia, Gana e Etiópia completam a chave.

Boas apostas!