Climo tenso em Lyon. A noite destinada à realização dos jogos de ida das quartas da Liga Europa ficou marcada por violentos confrontos no moderno Parc Olympique Lyonnais, situação que atrasou o início do desafio entre Lyon e Besiktas.

LyonOs tumultos fora do estádio faziam temer o pior e a confusão efetivamente alastrou para dentro dor recinto. Depois do momentos de muita tensão entre milhares de adeptos turcos (três detenções) e a polícia na zona norte do Parc Olympique Lyonnais, o pânico se instalou nas arquibancadas do recinto situado na França. Cerca de 15 mil torcedores do Besiktas (vários emigrantes em França) fizeram questão de marcar presença em Lyon no dia do jogo, embora muitos não possuíssem ingresso para o desafio. A mesma situação já tinha ocorrido em Kiev, capital ucraniana, na última jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões 2016/17. O Dínamo local goleou o Besiktas e o time turco foi relegado para a Liga Europa, mas o encontro entre os dois times não se resumiu à luta dentro das quatro linhas, com vários confrontos dentro e fora das arquibancadas.

Na altura em que os atletas das duas equipas realizavam exercícios de aquecimento, os torcedores do Besiktas dispararam sinalizadores na direção da torcida da casa, gerando uma grande confusão que culminou com a fuga de alguns torcedores franceses para o relvado. Perante a situação, a torcida do Lyon reagiu e pegou uma briga forte. A polícia se viu obrigada a intervir,  recorrendo a gás pimenta para serenar os ânimos. Jean-Michel Aulas, presidente do Lyon, desceu até à arquibancada para se dirigir aos adeptos, apelando à calma e pedindo aos “ultras” do Lyon para que a briga parasse e o jogo pudesse ser realizado. A partida inicialmente agendada para as 16h05 (hora de Brasília) – tal como todas as outras das quartas – começou apenas 45 minutos depois. No gramado, foi o Lyon quem levou a melhor, recuperando da goleada sofrida diante do Lorient no último fim-de-semana. A noite começou bem para os turcos com o gol do ex-Liverpool Ryan Babel (lembra dele?), mas o Lyon viria a dar a volta à partida nos dez minutos finais, com gols de Tolisso e Morel. Destaque para a falha do goleiro Fabri no segundo gol do Lyon, que permitiu a concretização do dois a um.

Os incidentes no Parc Olympique Lyonnais poderão sair bem caros ao Besiktas, sendo que não seria a primeira vez que uma situação destas resultava numa proibição temporária de participação em provas da UEFA. O jogo de volta está marcado para a próxima quinta-feira, na intimidante Vodafone Arena, em Istambul.

Boas Apostas!