Manhã arrepiante em Florença. Uma semana depois do desaparecimento de Davide Astori, a torcida lotou o estádio Artemio Franchi d prestou uma digna homenagem ao seu malogrado capitão. O zagueiro brasileiro Vitor Hugo, substituto de Astori no onze, foi o autor do gol que deu a vitória à Fiorentina ante o Benevento.

Foto via "Trivela"

Foto via “Trivela”

A Fiorentina entrou em campo pela primeira vez desde a trágica morte de Davide Astori e, como não poderia deixar de ser, o confronto com o Benevento teve uma imensa carga emotiva. Os jogadores do elenco do time de Florença subiram ao gramado com a camisa 13 de Astori e o minuto de silêncio em memória do zagueiro transalpino foi exemplarmente cumprido pela torcida em mais um momento bem arrepiante.

O momento de maior comoção e simbolismo estava marcado para o minuto 13 do desafio. Em um dos topos do estádio, uma imensa coreografia se ergueu com “DAVIDE 13”, a bola foi jogada para fora e o desafio paralisado por instantes. Os presentes nas arquibancadas se levantaram e aplaudiram a memória de Davide Astori em mais um bonito momento.

Volvidos 12 minutos, aos 25 do primeiro tempo, o gol apontado por Vitor Hugo deu o mote para uma nova homenagem. Quis o destino que o brasileiro que veste a camisa 31 – “1” e “3”, 13 invertido do dorsal de Astori – apontasse o primeiro tento da história do clube desde o desaparecimento do colega de equipa. Aopós abrir o placard, Vítor Hugo se dirigiu ao banco de reservas e prestou continência em direção a uma camisa com a fotografia de Astori que foi erguida por um dos elementos da equipa técnica do clube.  Pela primeira vez em largos minutos, uma ténue expressão de felicidade estampada nos rostos dos que marcaram presença no Artemio Franchi para uma última homenagem a Davide Astori.

A partida culminou com uma vitória da Fiore pela margem miníma, equipe sobrecarregada emocionalmente que soube prestar sua homenagem ao falecido zagueiro.

Buffon chorou a morte de Astori

A Federação italiana ordenou o cumprimento de um minuto de silêncio em memória de Davide Astori em todos os encontros da rodada da Série A. Em Turim, antes do início do encontro entre Juventus e Udinese, a homenagem foi cumprida e foi a partir do banco de reservas da “Vecchia Signora” que surgiu uma das imagens mais fortes da tarde: o experiente goleiro “Gigi” Buffon em lágrimas no momento de homenagem ao malogrado. Na arquibancada, foram vários os rostos lavados em lágrimas, consumidos pela emoção do momento. Bonito.

Boas Apostas!