Federico Bernardeschi está a um pequeno passo de se tornar jogador da Juventus. O internacional italiano de 23 anos chegou esta segunda-feira a Turim para ultimar os pormenores do vínculo à “Vecchia Signora”.

Foto: "Juventus FC"

Foto: “Juventus FC”

Por muito que custe ao torcedor da Fiorentina, Federico Bernardeschi vai representar a Juve nas próximas temporadas, trocando o emblema “Viola” pelo da “Vecchia Signora”. Produto da base do time de Florença, foi um elemento indiscutível nas últimas duas temporadas, legitimando a chamada à seleção italiana. Bernardeschi é hoje um dos mais talentosos jogadores da nova geração italiana e há muito que se especulava sobre a possibilidade de rumar à Juventus, hexacampeã italiana e finalista vencida da última edição da Liga dos Campeões.

Esta segunda-feira, 24 de julho, em pleno defeso, Bernardeschi chegou a Turim para tratar de todos os pormenores relativos à transferência. Através da sua página oficial no “Twitter”, a Juventus divulgou um vídeo em que o atacante italiano chega ao local em que cumprirá os exames médicos que posteriormente vão permitir a assinatura do contrato. O jogador foi recebido em um clima de total apoteose pelos torcedores juventinos.

Ainda que não haja confirmação oficial relativamente aos valores envolvidos na transferência de Bernardeschi de Florença para Turim, tudo indica que o acordo ficará fechado por um valor a rondar os 40 milhões de euros, segundo a imprensa transalpina. Caso os valores se confirmem, Fede Bernardeschi se converte na compra mais cara da Juventus nesse mercado de verão, emblema que também já recrutou Douglas Costa (empréstimo), Rodrigo Betancur, Mattia De Sciglio, Wojciech Szczesny, Mehdi Benatia e Juan Cuadrado. A transferência de Patrick Schick, atacante checo da Sampdoria que chegou a cumprir exames médicos em Turim, terá sido abortada.

Fede Bernardeschi

Com a chegada de Fede Bernardeschi, Massimiliano Allegri ganha mais um portentoso recurso para a frente de ataque dos “bianconeri”. Uma das principais qualidades do jovem de 23 anos diz respeito à sua versatilidade no último terço do campo, podendo atuar nas duas alas ou atrás de uma referência ofensiva mais fixa como Mario Mandzukic ou Gonzalo Higuaín. Apesar da panóplia de opções que Max Allegri já possuía para o setor ofensivo, a diretoria do clube continua a munir o técnico do melhor que há no mercado, até porque o objetivo da última temporada, falhado na decisão, transita para a nova época: erguer o troféu da Liga dos Campeões. Para além do sucesso na prova de clubes mais importante da Europa, a Juve quer continuar a fazer história e alcançar um hepta que seria inédito, sem esquecer a tentativa de revalidar a Copa de Itália.

Boas Apostas!