A derrota por 1×0 para a seleção da França nas semifinais da Copa do Mundo não foi bem digerida pela seleção da Bélgica. Logo após a partida da última terça-feira (10) alguns jogadores da seleção belga criticaram duramente a postura dos franceses durante os 90 minutos da semifinal, já que a França enfrentou a Bélgica com um esquema mais defensivo, ficando grande parte do jogo no seu campo de defesa, esperando apenas o momento certo para o contra-ataque. Durante toda a Copa do Mundo da Rússia, a seleção da Bélgica encantou os torcedores com seu estilo ofensivo de jogador, tanto que tinha um dos melhores ataques do Mundial, criando jogadas sempre verticais, tendo como único objetivo o gol.

Contra a França, os belgas tiveram muita dificuldade para colocar em prática seu estilo de jogo, já que os franceses fizeram um jogo muito defensivo, deixando a bola com a Bélgica e tentando aproveitar a velocidade de Mbappé e Griezmann. Por conta disso, a decisão terminou com o placar mínimo de 1×0 para os franceses (gol marcado por Umtiti numa cobrança de escanteio), indo totalmente contra os últimos jogos da seleção belga, que venceu jogos com placares elásticos como 3×2 contra o Japão (oitavas de final) e 2×1 contra o Brasil (quartas de final).

Técnico adota tom de tristeza pela derrota

O treinador da Bélgica, Roberto Martínez, falou sobre a partida das semifinais contra a França e adotou um tom mais de tristeza, lamentando a derrota para os franceses, mas elogiando seus jogadores, que agora terá que se preparar para disputarem o terceiro lugar do Mundial da Rússia, conta o perdedor do duelo entre Croácia e Inglaterra.

Infelizmente a bola parada resolveu o jogo. […] Eu não podia pedir mais dos meus jogadores. Tem de compreender que um ganha e o outro perde. Se for para perder, que seja como jogaram. Empurramos a França até o fim. […] Os jogadores lutaram até o fim, mas quando não dá, não tem jeito. Esses jogadores merecem a vitória e nada mais”, lamentou o treinador na saída do gramado.

O técnico espanhol ainda falou sobre a preparação da Bélgica para a partida de sábado, quando disputará o terceiro lugar de uma Copa do Mundo pela segunda vez na sua história (a primeira foi em 1986, quando terminou a Copa na quarta posição ao ser derrotada justamente pela França na disputa pelo terceiro lugar).

É difícil, uma emoção difícil de lidar. Estamos desapontados porque perdemos uma semifinal, tem outro jogo. Mas as próximas 48 horas são importantes, tem de recuperar, reagrupar e tentar terminar em terceiro na Copa. Não acontece frequentemente, a última vez que isso aconteceu no futebol belga foi em 1986, quando terminamos em quarto. […]”, completou em entrevista coletiva após o duelo.

Jogadores criticam duramente franceses

Também logo depois da partida contra a França, o meia Hazard, camisa 10 da Bélgica, concedeu uma entrevista (através de um holograma) a emissora belga RTBF, onde criticou duramente os franceses, afirmando que sua equipe era melhor e que preferia perder com a seleção da Bélgica do que vencer com os franceses da forma que jogaram, declarando que sua seleção joga um futebol mais bonito.

Eu prefiro perder por 5 a 0 por ser ruim a viver esse cenário. Nós éramos melhores que a França, nós tínhamos a posse da bola. Os franceses são robustos e bem agrupados. Estou feliz com meus companheiros de equipe e orgulhoso do nosso desempenho, tentamos de tudo. Nós fizemos o jogo quase perfeito. […] Como jogador de futebol, sempre queremos ganhar. Mas, honestamente, prefiro perder com a Bélgica do que vencer com essa França. Nós praticamos um jogo mais bonito”, afirmou o craque.

Goleiro Courtois.

Goleiro Courtois.

O goleiro Courtois, que é conhecido por algumas declarações polêmicas, também criticou a postura dos rivais, afirmando que a França não jogou nada, lembrando ainda que os franceses passaram pelo Uruguai graças a um gol que surgiu numa cobrança de falta e outro em que o goleiro uruguaio Muslera sofreu um frango. O goleiro titular do Chelsea e da Bélgica ainda afirmou que preferiria ter perdido para a seleção brasileira nas quartas de final do que para os franceses.

É uma partida frustrante. A França não jogou nada, eles jogaram para se defender atrás da bola. Eles jogaram no contra-ataque, com Mbappé e Griezmann, que são muito rápidos. É direito deles. […] Eu fiz algumas defesas, mas eles não tiveram grandes chances. Eles marcaram com um escanteio, é uma pena. Nós perdemos contra uma equipe que não é melhor que nós. Nós perdemos contra uma equipe que não jogou nada, que se defendeu. Contra o Uruguai, eles marcaram com uma falta e um erro do goleiro. Preferia ter perdido para o Brasil, uma equipe que se atreve a jogar futebol e que poderia ser melhor que nós”, declarou Courtois.

Boas Apostas!